Santos perde para o Vasco de virada na Vila e fica mais longe do título

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

O Santos perdeu para o Vasco por 2 a 1 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, e ficou mais distante na briga pelo título. A equipe santista, que iniciou a rodada como o time com mais chances de alcançar o rival, permitiu que a diferença aumentasse de seis para nove pontos. O alvinegro praiano vencia o duelo até aos 39 minutos do segundo tempo. Ricardo Oliveira abriu o placar no início da segunda etapa, mas Evander empatou com golaço de fora da área e Nenê garantiu a vitória com um belo gol de falta.

Se não bastasse a vitória do Corinthians em Curitiba, o Grêmio também conquistou três pontos fora de casa. Os gaúchos venceram a Ponte Preta e "roubaram" a vice-liderança do Santos. Agora o Corinthians segue na liderança com 65 pontos ganhos, enquanto Grêmio soma 57 e o Santos 56. A vitória diante do Santos mantém o Vasco vivo na briga por uma vaga na Copa Libertadores da América de 2018. O time é o oitavo colocado, com 48 pontos, a dois do Flamengo e a seis do Palmeiras, que abre o G-4.

Após a derrota para o Vasco, o Santos volta a campo somente na próxima segunda-feira, quando encara a Chapecoense, às 20h (de Brasília), na Arena Condá, em Chapecó, em duelo válido pela 34ª rodada da competição. Já o time carioca enfrenta o São Paulo neste domingo, às 17h (de Brasília), no estádio São Januário, no Rio de Janeiro.

Quem foi o melhor: Comandado por Nenê, Vasco joga no ataque

Daniel Vorley/AGIF

Se o Santos esperava um Vasco "rentranqueiro", se surpreendeu. O time carioca partiu para cima dos santistas. Nenê foi o responsável por amar as jogadas do time e acionar os atacantes, tanto do lado direito, como do lado esquerdo. O veterano também arriscou chutes de fora da área, assustando o goleiro Vanderlei. Se não bastasse, o experiente meia garantiu a vitória dos cariocas com um belo gol de falta no final da partida.

Quem foi o pior: Caju "passa mal" com Paulinho

O atacante Paulinho, uma das principais revelações do futebol brasileiro neste ano, fez o que quis com o lateral esquerdo Caju do lado direito do ataque do Vasco. Em diversas jogadas, ele chamou o lateral santista para "dançar" e sempre levou vantagem.

Golaço do Vasco deixa Corinthians mais perto do título

Tudo encaminhava para uma vitória do Santos por 1 a 0, mas o meia Evander acertou um chute de longe após driblar Lucas Lima e fez um golaço. O gol de empate fez subir a vantagem do líder Corinthians de seis para oito pontos. Para piorar a vida dos santistas, Nenê fez aumentar a vantagem corintiano com belo gol de fala. No final, o Vasco venceu por 2 a 1, e deixou a equipe santista a nove pontos do líder.

Erro repetido!

Elano repetiu a escalação do Santos que venceu o Atlético-MG no último sábado. Com isso, o treinador iniciou o duelo com Bruno Henrique na direita do ataque e Arthur Gomes do lado esquerdo. O problema é que Bruno Henrique rende mais do lado esquerdo. O atacante, destaque do time na temporada, só começou a brilhar com a camisa santista após Dorival Júnior, técnico da equipe na época, perceber que o jogador não rendia do lado direito. Desde o Goiás, o atleta atua do "outro lado". No segundo tempo, Elano corrigiu o erro, mas foi tarde demais.

Troca de goleiro no Vasco

O goleiro Gabriel Felix sofreu uma crise de câimbras e foi substituído aos 15 minutos do segundo tempo por Jordi. O jovem goleiro vascaíno deixou o campo gritando pedindo ajuda e foi direto para o banco de reservas.

Bruno Henrique abriu chapelaria

O atacante Bruno Henrique está se especializando em aplicar "chapéus" nos adversários. O camisa 27 já havia conseguido com êxito a jogada em duas oportunidades contra o Atlético-MG no último sábado. Diante do Vasco, o santista repetiu o lance para cima do volante Jean e causou até uma pequena confusão com os vascaínos, irritados com o lance.

Ricardo Oliveira não erra três vezes!

O capitão santista havia perdido duas boas oportunidades de gol na partida, mas o centroavante não costuma perder três ou mais chances de gol em um jogo. Na terceira tentativa, ele aproveitou belo lançamento de Lucas Lima, "matou" a bola no peito e fez o gol. Aos 37 minutos, o atacante foi substituido por Copete e deixou o campo aplaudido.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 2 VASCO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 8 de novembro de 2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público total: 7.841
Renda: R$ 211.555,00

Gols: Ricardo Oliveira aos 19 minutos do segundo tempo (Santos); Evander aos 39 e Nenê aos 47 do segundo tempo (Vasco)

Cartões amarelos: André Rios e Paulão (Vasco); Arthur Gomes (Santos)

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz (Luiz Felipe) e Caju; Alison (Kayke), Renato e Lucas Lima; Arthur Gomes, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira (Copete)
Técnico: Elano

VASCO: Gabriel Felix (Jordi), Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean (Evander), Wellington, Yago Pikachu (Éder Luiz), Nenê; Paulinho e Andrés Ríos
Técnico: Zé Ricardo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos