Após 3ª perda, Nikão diz que não baterá mais pênaltis pelo Atlético-PR

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

O meia Nikão teve nos pés a chance de colocar o Atlético Paranaense à frente do Corinthians no placar, aos 32 do primeiro tempo, no jogo vencido pelo Timão por 1 a 0 na Arena da Baixada. Porém, a oportunidade parou nos pés de Walter, goleiro corintiano que evitou o gol de Nikão e aumentou para 3 os pênaltis perdidos pelo jogador com a camisa do clube desde 2015.

Neste Brasileirão, Nikão perdeu uma cobrança no clássico Atletiba, terminado em 1 a 1 e converteu outra na goleada por 4 a 1 sobre o Bahia. Antes, em 2016, perdeu contra o Cruzeiro pela Primeira Liga (1 a 2) e fez contra o Vasco (2 a 0) pelo Brasileirão 2015. Os números são do Footstats.

"Errei. A partir de hoje não bato mais pênalti pelo Atlético enquanto estiver aqui", disse em entrevista ao canal SporTV ainda na saída do primeiro tempo. Nikão tem alternado a execução das cobranças com Felipe Gedoz, que estava em campo contra os paulistas. Gedoz tem três cobranças no Brasileirão, com dois gols (contra Coritiba, 1 a 1, e Sport, 2 a 1) e perdeu contra o Atlético-GO (2 a 2). Também fez contra o Deportivo Capiatá, do Paraguai, no 3 a 3 pela Libertadores.

O técnico Fabiano Soares disse que a determinação para que Nikão fizesse a cobrança partiu dele. "Eu decido, o Guilherme, Nikão e o Felipe Gedoz são cobradores. O Nikão perdeu e deu lugar para o Felipe Gedoz, é um grande batedor, o Gedoz perdeu e voltou o Nikão. São fases", afirmou o treinador. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos