Luan entra após intervalo, muda o jogo e Atlético-MG vence o lanterna

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Pressionado pelos resultados da rodada e por ter pela frente o lanterna do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG precisava vencer diante de sua torcida, para seguir sonhando com uma vaga na próxima Copa Libertadores. Não foi fácil, mas o Galo conseguiu, de virada bater o Atlético-GO por 3 a 2. Fábio Santos, Luan e Fred marcaram para os donos da casa. Diego Rosa e Andrigo foram os autores dos gols do time visitante.

Com a vitória sobre o lanterna, o Atlético se mantém cinco pontos atrás do G-7, restando cinco rodadas para o término do Brasileirão. A vaga na próxima Libertadores segue como um sonho, mas o rebaixamento é um medo que não existe mais. Já o Atlético-GO segue estacionado com 27 pontos e a queda já pode ser confirmada na próxima rodada.

Luan volta após o intervalo e muda a postura do Galo

Marcado pelo estilo intenso de jogar futebol, de nunca desistir de uma jogada, o meia Luan entrou após o intervalo e mudou a postura do Atlético contra o Atlético-GO. Se no primeiro tempo o time mineiro se mostrou bastante nervoso, na etapa final essa energia se transformou em raça. Na base da pressão, o Galo se impôs sobre o rival e conseguiu a virada, muito pela presença de Luan em campo. E o camisa 27 foi o autor de um dos gols.

Atlético chega ao 10º pênalti no Brasileiro. Líder no quesito

Nenhum time teve tantos pênaltis para cobrar neste Campeonato Brasileiro como teve o Atlético-MG. No duelo com o Atlético-GO a equipe alvinegra teve sua décima penalidade para bater. O aproveitamento mineiro é de apenas 50%, sempre com Fábio Santos. O lateral tem cinco gols neste Brasileirão, todos de pênaltis. As demais penalidades foram perdidas por Fred (duas vezes), Robinho, Cazares e Rafael Moura.

Jogo com sete amarelados só no primeiro tempo

Um número que chamou atenção nos primeiros 45 minutos de jogo foi de cartões amarelos mostrados pelo árbitro. Ao todo foram sete, sendo cinco para jogadores do Atlético-MG e dois para atletas da equipe de Goiás. Pior para o lado mineiro, que perdeu três importantes titulares para o duelo de domingo, com o Bahia. O zagueiro Leonardo Silva, o volante Adilson e o atacante Fred estão suspensos e não pode jogar na próxima rodada. No fim, foram dez cartões amarelos, sendo seis para os mineiros e quatro para os goianos.

Campanha ruim e dia chuvoso tiram torcedores do estádio

Victor Martins/UOL Esporte
Atlético-MG registrou seu pior público como mandante no duelo com o Atlético-GO

Faltando poucos jogos para o término da temporada, o Atlético registrou um recorde negativo no duelo com o Atlético-GO, com 8.204 presentes. O público pagante, que é inferior, não foi divulgado. Até o momento, a partida contra o lanterna do Campeonato Brasileiro é o de menor público do Galo em 2017. Marca que era do jogo com o Flamengo, pela 20ª rodada da competição, com 8.513 pagantes. Com o jogo desta quinta, o Atlético chegou a 33 partidas como mandante na temporada.

Defesa segue mal nos jogos em Belo Horizonte

Mais uma vez o Atlético apresentou erros defensivos graves. Mesmo atuando contra o lanterna do Brasileirão, o Galo levou dois gols dentro de casa e por muito pouco não sofreu o terceiro, em chute do zagueiro William Alves. Com os dois desta noite, o Atlético chegou a 24 gols sofridos como mandante. Somente o Vitória, com 28, levou mais gols dentro de casa do que o Galo.

Fred deixa Zico para trás na lista de artilheiros

Aos 20 minutos do segundo tempo o Atlético-MG saiu do sufoco contra o Atlético-GO, graças a Fred. O camisa 9 atleticano marcou o terceiro gol, o da virada. Foi também o gol de número 136 dele na história do Campeonato Brasileiro. Assim, Fred superou Zico na lista dos maiores artilheiros na história da competição. Agora, o atleticano está isolado na quarta colocação, atrás de Roberto Dinamite, Romário e Edmundo.

Atlético-MG é o time que mais venceu de virada

A campanha do Galo no Campeonato Brasileiro não é nada boa. Longe de uma vaga na próxima Copa Libertadores, o time mineiro vai muito abaixo do que se esperava. Porém, nenhuma outra equipe da competição venceu tantas vezes de virada como fez o Atlético. O triunfo sobre o Atlético-GO foi o quinto desta maneira. Curiosamente, o Galo venceu o adversário goiano de virada nos dois turnos, assim como fez com o Cruzeiro. A outra virada foi sobre a Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 2 ATLÉTICO-GO

Data: 09 de novembro de 2017, quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 8.204 presentes
Renda: R$ 110.055,00
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos: Leonardo Silva, Cazares, Fred, Adilson, Robinho e Marcos Rocha (CAM) Gilvan, Diego Rosa, Luiz Fernando, Paulinho e Jonathan (AGO)
Gols: Diego Rosa, aos 5, Fábio Santos, aos 17, e Andrigo, aos 26 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 5, e Fred, aos 20 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Yago, no intervalo), Elias, Cazares (Luan, no intervalo) e Valdívia (Gustavo Blanco, aos 31 do 2º); Robinho e Fred.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO-GO
Kléver, Jonathan, GIlvan, William Alves e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor (Pedro Henrique, aos 28 do 2º), Andrigo (Paulinho, aos 7 do 2º), Jorginho e Luiz Fernando; Diego Rosa (Niltinho, aos 33 do 2º).
Técnico: João Paulo Sanches.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos