Sem Walter, Corinthians vai pedir dispensa de Cássio e deve criar impasse

Diego Salgado, Gabriel Carneiro e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo

  • Mauro Horita / MoWA Press

    Seleção não trabalha com chance de liberação por enquanto

    Seleção não trabalha com chance de liberação por enquanto

Com Walter descartado pelo menos para as duas próximas partidas, o Corinthians pretende pedir a liberação de Cássio antes do segundo amistoso da seleção na Europa, marcado para a próxima terça, contra a Inglaterra, em Londres. A ideia é que o titular esteja apto a entrar em campo contra o Fluminense, na próxima quarta, quando o time alvinegro pode conquistar o título nacional. A comissão técnica da seleção brasileira ainda não foi consultada oficialmente, mas o UOL Esporte apurou que a solicitação do líder do Campeonato Brasileiro deve gerar um impasse. 

Embora não deva ser utilizado como titular, Cássio está nos planos de Tite, que pretendia observar o jogador até o fim da data Fifa. O treinador da seleção pode, inclusive, testar Cássio na meta brasileira nesta sexta-feira no amistoso contra o Japão, em Lille, na França. Tite deu uma oportunidade a Ederson diante do Chile, nas Eliminatórias, e faria o mesmo com o arqueuiro corintiano. Por isso, a chance de liberação é pequena.

A necessidade do clube, assim, pode colocar a seleção brasileira em uma saia-justa. A ideia de pedir a liberação de Cássio foi anunciada do desembarque da delegação alvinegra em São Paulo, após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, na última quarta, e confirmada à reportagem pela comunicação do Corinthians. 

A lesão sofrida pelo goleiro Walter na partida contra o Atlético-PR é considerada grave pelo departamento médico do Corinthians, antes mesmo do diagnóstico exato do problema muscular na coxa direita. o jogador já foi descartado para as duas próximas partidas, contra Avaí e Fluminense, mas o período de baixa pode ser ainda maior.

Terceiro goleiro do Brasil, Cássio foi chamado por Tite para amistosos contra Japão, nesta sexta-feira, e Inglaterra, na próxima terça. Ao mesmo tempo em que pretende conversar com a CBF, o Corinthians tem cautela na operação, pois não pretende prejudicar a possibilidade de o jogador ser usado por Tite no segundo amistoso da seleção. O próprio jogador também será consultado para o clube saber se ele tem intenção de deixar os compromissos na Europa. Em conversa com a reportagem, o clube ressalta a postura: "Sempre tentando respeitar a programação do Cássio na seleção, sem prejudicá-lo nessa reta final".

No momento, a comissão técnica da seleção não trabalha com essa liberação. Tite, inclusive, tem ressaltado a falta de um tempo maior para estar com os atletas convocados. Ainda que não jogue, Cássio precisa aproveitar as chances em treinamentos. Foi assim, inclusive, que conquistou o treinador em seu retorno. O goleiro foi chamado para os jogos de agosto, não saiu mais da lista e é favorito pela terceira vaga para a Copa.

O temor do Corinthians é ficar dois jogos seguidos na briga pelo título do Campeonato Brasileiro contando apenas com Caique e Matheus, terceiro e quarto goleiros do elenco e que disputarão posição para o jogo deste sábado, contra o Avaí - não há tempo para o retorno de Cássio da Europa e nem sequer a recuperação de Walter.

"O Walter deve ser submetido aos exames ainda hoje (quarta-feira) para termos uma previsão de recuperação e o grau exato do problema, mas nesses dois jogos, em uma semana, não há possibilidade - explicou ao UOL Esporte o médico do clube, que estava presente na Arena da Baixada, Júlio Stancati.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos