Kazim leva amarelo por arrancar bandeirinha, mas regra não prevê punição

Do UOL, em São Paulo

Kazim foi o herói da vitória do Corinthians sobre o Avaí neste sábado (11), por 1 a 0, em Itaquera, mas o turco acabou recebendo um cartão amarelo por sua comemoração. Ele arrancou a bandeirinha de escanteio e a levantou como prêmio, atitude que o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva considerou antidesportivo. O livro de regras da CBF, no entanto, não prevê punição para este tipo de situação.

O árbitro, que apita com escudo FIFA, advertiu o jogador por este "agir de forma antidesportiva, ao arrancar o mastro da bandeira de canto, na comemoração", como ele escreve na súmula. Mas a decisão não tem base no documento de regras do jogo, organizado pela IFAB (International Football Association Board).

O livro de regras lista explicitamente quatro cenários em que uma comemoração de gol é passível de punição com cartão amarelo. "Um jogador deve ser advertido com cartão amarelo por: subir nos equipamentos de proteção do campo; fazer gestos provocativos, debochados ou inflamatórios; cobrir a cabeça ou o rosto com máscara ou outro artigo semelhante; tirar a camisa ou cobrir a cabeça com a camisa", diz. Nada sobre bandeirinha de escanteio (clique aqui para ter acesso ao documento)

Uma interpretação possível de Dewson Fernando Freitas da Silva seria a de que Kazim teria retardado o reinício ao tirar a bandeirinha do lugar, mas não foi este o motivo expresso na súmula. De qualquer forma, a comemoração não durou mais tempo do que comemorações de gol costumam durar.

Kazim recebeu seu primeiro cartão amarelo com a camisa do Corinthians. Ele deve voltar à reserva nesta quarta-feira (15), quando Jô retornará de suspensão e estará à disposição do líder do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro enfrenta o Fluminense em sua Arena e, a depender dos resultados dos concorrentes, pode comemorar o heptacampeonato com três rodadas de antecedência.

Confira abaixo o trecho do livro de regras que trata das comemorações de gols:

Os jogadores podem comemorar os gols, mas as comemorações não podem ser excessivas; as comemorações "coreográficas" não devem ser estimuladas e não podem causar perda de tempo excessiva.

Deixar o campo de jogo para comemorar um gol não é uma infração passível de advertência com cartão amarelo, no entanto os jogadores devem regressar o mais rapidamente possível.

Um jogador deve ser advertido com cartão amarelo por:

- subir nos equipamentos de proteção do campo;
- fazer gestos provocativos, debochados ou inflamatórios;
- cobrir a cabeça ou o rosto com máscara ou outro artigo semelhante;
- tirar a camisa ou cobrir a cabeça com a camisa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos