Abel elogia Flu e critica árbitro em expulsão: 'Tem ou não tem autoridade?'

Do UOL, em São Paulo

O técnico Abel Braga culpou a arbitragem pela derrota por 3 a 1 do Fluminense contra o Cruzeiro, neste domingo (12), no Mineirão. A partida estava empatada quando o árbitro André Luiz de Freitas expulsou o lateral Marlon, no início do segundo tempo. O lance foi marcado por indecisão da arbitragem.

"O jogo se resume até 12 minutos do segundo. O árbitro falou que não era jogada para amarelo. Por incrível que pareça, quem decidiu (a expulsão) foi o arbitro atrás do gol. Para nós, o jogo foi 57 minutos. A história do jogo foi essa, o Fluminense muito bem até a hora da expulsão", disse o treinador durante a entrevista coletiva.

A reclamação de Abel acontece porque, inicialmente, o árbitro não indicou que aplicaria o segundo cartão amarelo após Marlon tocar com a mão na bola em disputa com Thiago Neves. André Luiz de Freitas, no entanto, mudou de decisão ao ser alertado pelo auxiliar e expulsou o jogador do Fluminense. Logo na sequência, o Cruzeiro marcou o segundo gol com Diogo Barbosa.

"Não é questão de sofrer o gol, é como sofreu. O árbitro disse que não era falta para amarelo, ele tem ou não tem autoridade para resolver? O time fez um jogo muito bom quando estava 11 contra 11. Depois, obviamente, dificultou muito mais", completou.

Com a derrota, o Fluminense segue com a ameaça do rebaixamento. A equipe é 13ª colocada, com 43 pontos - sete acima da zona de descenso. Na próxima rodada, o time carioca enfrenta o líder Corinthians, em São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos