Thiago Neves brilha, e Cruzeiro vence o Fluminense de virada no Mineirão

Do UOL, em São Paulo

Já garantido na Libertadores do ano que vem, o Cruzeiro mostrou mais uma vez que não está disposto a tirar o pé na reta final do Brasileirão. Neste domingo (12), o time mineiro venceu o Fluminense de virada por 3 a 1, no Mineirão. Pedro abriu o placar para a equipe carioca, mas Romero, Diogo Barbosa e Thiago Neves garantiram a vitória celeste.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou a 54 pontos e subiu para a quinta posição. Já o Fluminense, com 43, ainda convive com a ameaça do rebaixamento. Na 13ª colocação, o time carioca está cinco pontos acima da zona de rebaixamento.

Na próxima quarta-feira, o Cruzeiro recebe o Avaí no Mineirão, enquanto o Fluminense enfrenta o líder Corinthians em São Paulo.

Thiago Neves: herói e "lei do ex"

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Thiago Neves mostrou mais uma vez que a "lei do ex" não falha. O meia foi o principal nome do Cruzeiro na vitória diante de seu ex-clube – ele conta com três passagens pelo Fluminense. O camisa 30 deu duas assistências e marcou um gol na partida. Em respeito ao time carioca, ele comemorou timidamente ao balançar as redes.

Ceifador de fora

Artilheiro do Brasileirão com 17 gols, o atacante Henrique Dourado (suspenso) desfalcou o Fluminense neste domingo. Melhor para o jovem Pedro, de 20 anos, que aproveitou a oportunidade no time titular e marcou o primeiro gol do confronto.

Primeiro tempo lá e cá

A partida começou agitada no Mineirão. Com os dois times buscando o jogo desde o início, não demorou a sair o primeiro gol. Aos sete minutos, Gustavo Scarpa chutou fraco da intermediária e a bola encontrou Pedro no meio do caminho. O atacante só teve o trabalho de girar e bater rasteiro para abrir o placar.

A resposta do Cruzeiro, no entanto, não tardou. Aos 16 minutos, Thiago Neves conseguiu passe para Romero, que arriscou de fora da área e contou com desvio na marcação para superar o goleiro Diego Cavalieri.

A igualdade não mudou ímpeto das equipes, que seguiram priorizando o ataque nos minutos seguintes. A estratégia permitiu espaço para os dois lados e manteve o primeiro tempo em ritmo bastante movimentado.

É pênalti?

O Cruzeiro terminou o primeiro tempo na bronca com a arbitragem. Isso porque, aos 44 minutos, Diogo Barbosa tentou cruzamento da esquerda e viu a bola explodir no braço do marcador. André Luiz de Freitas não viu intenção na jogada e deixou o lance seguir. Ao término da etapa inicial, o juiz foi cercado e ouviu muita reclamação dos jogadores do time mineiro.

Mais polêmica

Aos nove minutos do segundo tempo, foi a vez do Fluminense reclamar contra a arbitragem. Thiago Neves tentou lençol para cima de Marlon no meio-campo e a bola bateu no braço do defensor, que já havia recebido o cartão amarelo na etapa inicial. Inicialmente o árbitro não advertiu o jogador pela falta, mas, após conversa com o auxiliar, voltou atrás e expulsou lateral do time carioca.

Virada mineira

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Logo no primeiro lance que contava com um jogador a mais em campo, o Cruzeiro conseguiu a virada. Aos 11 minutos, Thiago Neves cobrou falta para dentro da área e Diogo Barbosa apareceu nas costas da defesa e desviou para a rede. O gol gerou mais reclamação do Fluminense, que imediatamente partiu para cima da arbitragem.

Com vantagem numérica e no placar, o time mineiro se impôs e definiu o resultado com Thiago Neves. Aos 27 minutos, o meia recebeu na entrada da pequena área e só teve o trabalho de empurrar a bola para a rede e sacramentar o resultado.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 12 de novembro de 2017, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
 
Cartões amarelos: Murilo, Lucas Romero e Robinho (Cruzeiro); Marlon, Renato Chaves e Matheus Alessandro (Fluminense)
Cartão vermelho: Marlon (Fluminense)
 
Gols
CRUZEIRO: Lucas Romero, aos 16 minutos do 1º tempo; Diogo Barbosa, aos 11 minutos do 2º tempo; Thiago Neves, aos 27 minutos do 2º tempo.
FLUMINENSE: Pedro, aos 7 minutos do 1º tempo
 
CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Digão, Murilo e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Lucas Romero; Robinho (Alisson), Thiago Neves e Rafinha (Messidoro); Rafael Sóbis (Jonata) Técnico: Mano Menezes
 
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freitas, Wendel e Douglas; Gustavo Scarpa (Léo) e Marcos Júnior (Wellington Silva); Pedro. Técnico: Abel Braga

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos