Perto do título, Corinthians vê volta por cima de contestados em arrancada

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians teve dois heróis improváveis na arrancada rumo ao iminente título brasileiro de 2017. Ao derrotar o Avaí neste sábado e passar pelo Atlético-PR na última quarta-feira, o líder do campeonato viu Giovanni Augusto e Kazim, ambos reservas do time de Fábio Carille, encerrarem longos períodos sem gols. 

Nos dois casos, o Corinthians venceu por 1 a 0, com gols no segundo tempo. Giovanni foi às redes depois de mais de 12 meses sem marcar e deu o triunfo ao time alvinegro na Arena da Baixada. Kazim, por sua vez, quebrou um jejum de quase nove meses ao desencantar diante do Avaí em Itaquera.

Reservas durante a maior parte da temporada, a dupla também foi bastante contestada pela torcida corintiana nos jogos disputados na Arena Corinthians.

"Sei o tanto que esses jogadores ouviram. Teve jogo que eu coloquei o Giovanni e estádio veio abaixo. Eu não desisto de atleta e eles estão dando a volta por cima", disse Carille ao fim da partida contra os catarinenses.

"Fechei a conversa de hoje com os jogadores [no vestiário] falando sobre isso. Giovanni entrou em Curitiba, além de ajudar a marcar, fez o gol decisivo. O Kazim fez gol contra o Audax [em fevereiro]. Eu tenho certeza que se ele tiver mais oportunidade, ele vai melhorar, porque ele precisa de jogo, mas o Jô não dá oportunidade. Estou muito feliz", completou o treinador do Corinthians.

Daniel Vorley/AGIF
Kazim comemora gol da redenção

Kazim chegou ao Corinthians no começo da temporada e, depois de marcar um gol no Paulistão, ficou 23 jogos em marcar. Reserva de Jô, o atacante turco entrou em campo por causa da suspensão do titular.

"Esse gol é muito importante para nós, não só para mim, pois ficamos mais perto do objetivo. Fiquei feliz em ajudar. Eu não jogo muito e tive uma oportunidade de ajuda e consegui pegar", afirmou à TV Corinthians.

Já Giovanni Augusto desembarcou no Parque São Jorge em fevereiro do ano passado após um alto investimento do clube. Depois de uma temporada razoável, com seis gols em 53 partidas oficiais, o meia caiu de rendimento em 2017 - ele teve uma lesão grave no tornozelo e ficou fora por quase dois meses.

Quarta opção para o lado do campo, atrás de Marquinhos Gabriel, Clayson e Pedrinho, Giovanni ganhou uma chance na etapa final do duelo com o Atlético-PR. Doze minutos depois, marcou o gol da vitória - antes, o último gol havia sido marcado diante da Chapecoense, em outubro de 2016.

O Corinthians conseguiu vencer três partidas seguidas no Brasileirão depois de um período extremamente instável no returno. Antes de bater Atlético-PR e Avaí, o time derrotou o Palmeiras por 3 a 2 em Itaquera.

Naquela oportunidade, Romero abriu o placar depois de um longo período sem gols. No total, o atacante paraguaio ficou quase quatro meses sem ir às redes. Ele havia marcado diante do São Paulo, em junho, e quebrou o jejum justamente em outro clássico.

Com 68 pontos somados no Brasileirão, o Corinthians pode ser campeão na quarta-feira. Para isso, o time precisa derrotar o Fluminense em Itaquera e torcer para que o Grêmio empate um dos seus jogo, diante de Vitória (neste domingo) e São Paulo (na quarta-feira).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos