Corinthians exorciza queda em 10 anos e pode ser maior dos pontos corridos

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Corinthians de Carille está bem perto de conquistar o heptacampeonato brasileiro

    Corinthians de Carille está bem perto de conquistar o heptacampeonato brasileiro

O Corinthians terá a chance de conquistar o heptacampeonato brasileiro na noite desta quarta-feira, em Itaquera. Para garantir a taça, o time alvinegro precisa vencer o Fluminense diante de mais de 43 mil torcedores. O momento vivido pelo clube paulista contrasta com o cenário de exatos dez anos atrás, quando a equipe alvinegra lutava contra um iminente rebaixamento.

Uma década depois, o clube alvinegro exorciza, mais uma vez, o pior momento da sua história. Após a queda para a segunda divisão do nacional, confirmada no começo de dezembro de 2007, o Corinthians passou a viver a fase mais vencedora em 107 anos, com dez títulos conquistados, incluindo a Libertadores e o Mundial, em 2012.

Perto do sétimo Brasileiro, o Corinthians tem a chance de confirmar a vocação para os pontos corridos. A partir de 2003, o time alvinegro soma títulos nacionais. Se confirmar o título nesta quarta-feira, irá superar Cruzeiro e São Paulo mesmo fora da elite na edição 2008 - o time corintiano venceu as edições de 2005, 2011 e 2015.

Reerguido e fortalecido, o clube está bem próximo de conquistar o 10º título nas últimas nove temporadas, superando com folga os rivais Palmeiras, São Paulo e Santos. Os dois primeiros, juntos, somam cinco conquistas no mesmo período. Fora de campo, o clube passou a contar com o centro de treinamento e a Arena de Itaquera.

Para chegar à condição atual, mudanças significativas foram colocadas em prática a partir do começo de 2009, com a chegada do ex-atacante Ronaldo. A contratação se tornou um divisor de águas. Em campo, o "Fenômeno" fez a diferença nas campanhas vitoriosas da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, já na primeira temporada no clube.

Fora das quatro linhas, Ronaldo usou a força da sua imagem e influência para captar recursos para o clube, Por meio deles, o Corinthians conseguiu erguer o CT Joaquim Grava e passou, assim, a contar com uma estrutura mais adequada, aposta diferente daquela usada até então no Parque São Jorge.

Como jogador, Ronaldo não conseguiu levar o Corinthians a conquistas de títulos no ano do centenário. No começo do ano seguinte, aposentou-se após a eliminação vexatória diante do Tolima-COL, antes mesmo da fase de grupos da competição. 

lmeida Rocha/Folhapress
Ronaldo ergue a taça da Copa do Brasil: importante em campo e nos bastidores

O ex-atacante, no entanto, nunca se distanciou do Corinthians. O clube, com força nos bastidores, conseguiu, ainda em 2011, viabilizar a construção da Arena Corinthians, estádio usado em seis partidas da Copa do Mundo dali a três anos.

Há dois anos, depois de o Corinthians ser hexa brasileiro, o ex-atacante admitiu que se sentia um campeão. Naquela oportunidade, Ronaldo citou a falta de estrutura anterior à sua chegada e mencionou o surgimento do CT e do estádio.

Em campo, o mesmo DNA

Nas últimas dez temporadas, a partir da chegada de Mano Menezes, que substituiu Nelsinho Baptista no início de 2008, o Corinthians teve apenas seis treinadores - apenas três, Adilson Batista, Cristóvão Borges e Oswaldo de Oliveira, foram demitidos pela diretoria corintiana.
 
Tite e Mano, por sua vez, cumpriram rigorosamente um dos seus contratos e deixaram o clube em outro vínculo após serem chamados para treinar a seleção brasileira. Somando o trabalho dos dois treinadores, o Corinthians teve uma linha de atuação parecida em quase oito temporadas e meia.
 
Hoje, Fábio Carille está à frente do time depois de oito anos como auxiliar técnico. Após um breve hiato de seis meses, marcado pelo comando de Cristóvão e Oswaldo, o atual comandante conseguiu resgatar a essência de jogo e a cultura de trabalho que Mano e Tite construíram no clube.
 
FICHA TÉCNICA
 
CORINTHIANS x FLUMINENSE
 
Data: 15 de novembro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (35ª rodada)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil E Neuza Ines Back (ambos de SC)
 
CORINTHIANS: Caique; Fagner, Pablo, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Camacho; Romero, Rodriguinho e Clayson; Jô. Técnico: Fábio Carille
 
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Marlon Freitas, Douglas e Sornoza; Gustavo Scarpa, Marcos Júnior e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos