Promessa volta e marca após mais de 2 anos, mas Cruzeiro só empata com Avaí

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro quase teve uma noite para comemorar nesta quarta-feira. Depois de virar a partida contra o Avaí, o time mineiro foi castigado no final e ficou apenas no empate por 2 a 2. Apesar disso, um dos nomes da partida foi a jovem promessa Judivan, de 22 anos. Após conviver com uma gravíssima lesão no joelho que o deixou de molho por dois anos e meio, o atacante entrou no segundo tempo, participou do lance que gerou um pênalti e anotou o segundo gol celeste diante da torcida.

Apesar de ter sido superior durante todo o jogo, o Cruzeiro saiu atrás no marcador. Júnior Dutra abriu o placar para o Avaí, no primeiro tempo. Após o intervalo, a Raposa conseguiu empatar com Thiago Neves e virou a partida com Judivan, poucos minutos após fazer sua 'reestreia' no futebol. Já nos acréscimos, Júnior Dutra fez outro e deixou tudo igual.

Com o resultado, a Raposa perde a chance de dormir na quarta colocação, vai aos 55 pontos e permanece em quinto. No final de semana, o time mineiro vai a Salvador enfrentar o Vitória. Por outro lado, o Avaí segue seu drama contra o rebaixamento. O Leão da ilha volta para casa com um ponto, mas vai somente aos 36, na penúltima colocação. Na próxima rodada, o time catarinense joga suas últimas fichas pela permanência na Série A e recebe o Palmeiras.

Lateral apresenta bom cartão de visita

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Contratado no dia 31 de agosto, o lateral direito Rafael Galhardo recebeu sua primeira oportunidade no Cruzeiro. Ainda sem saber se fica no clube, o jogador fez uma boa apresentação, subiu com qualidade ao ataque e substituiu bem o titular Ezequiel. No segundo tempo, deixou o campo aplaudido pela torcida.

Com polêmica, Cruzeiro domina, mas para em Douglas

O time da casa foi melhor durante praticamente todo o primeiro tempo. Apesar das dificuldades em superar a forte defensiva do Avaí, o Cruzeiro criou boas chances, mas parou na boa apresentação do goleiro Douglas. A melhor delas saiu em um lance polêmico que não teve a marcação de um pênalti em cima de Rafinha. Na sequência do lance, Thiago Neves 'tirou' o gol de Robinho e viu Douglas executar uma belíssima defesa em um chute de dentro da área.

Atacante se machuca ao sofrer pênalti e deixa o jogo

Apesar das poucas chances criadas, o Avaí abriu o marcador no primeiro tempo em uma cobrança de pênalti. Porém, depois de sofrer o toque de Henrique dentro da área, o atacante Rômulo caiu de mau jeito, ficou por mais alguns minutos, mas acabou substituído pouco tempo depois por Maurinho. Já na batida do pênalti, o atacante Júnior Dutra cobrou mal, mas converteu.

Artilheiro da base tem estreia tímida como titular

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Goleador do time sub-20, o garoto Jonata iniciou uma partida como titular pela primeira vez. Aos 19 anos, o garoto mostrou-se nervoso em alguns momentos, mas teve poucas oportunidades principalmente porque o setor criativo não conseguiu fazer com que a bola chegasse ao ataque. No início do segundo tempo, deixou o campo para a entrada de Elber.

Judivan sai do banco, vira o jogo e vive noite mágica

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Os anfitriões já eram melhores no primeiro tempo. Após o intervalo, a Raposa voltou ainda melhor e conseguiu converter seu domínio em gol. Na assistência de Diogo Barbosa, Thiago Neves pegou a sobra e deixou tudo igual. Mas a noite ainda reservava um ótimo desfecho para Judivan. Aos 29 minutos, o atacante entrou em campo depois de mais de dois anos em tratamento. Em poucos minuto, participou do lance que gerou o pênalti para o Cruzeiro que ele mesmo cobrou e decretou a virada. A noite só não foi melhor porque o Cruzeiro sofreu o gol no apagar das luzes e saiu de campo com o empate por 2 a 2.

CRUZEIRO 2x2 AVAÍ

Motivo: 35ª rodada do Brasileiro
Data/Hora: 15/11/2017, às 19h30
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (CBF-RS) e Maurício Coelho Silva Penna (CBF-RS)

GOLS: Júnior Dutra, 21'1ºT (0-1); Thiago Neves, 13'2ºT (1-1); Judivan, 33'2ºT (2-1); Júnior Dutra, 47'2ºT (2-2)
Cartões amarelos: Digão, Léo, Thiago Neves (CRU); Judson, Douglas (AVA)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 7.173 pagantes/9.259 presentes/R$ 107.928,00.

CRUZEIRO: Fábio; Rafael Galhardo (Bryan, 19'2ºT), Léo, Digão e Diogo Barbosa (Judivan, 29'2ºT); Henrique e Lucas Romero; Robinho, Thiago Neves e Rafinha; Jonata (Elber, 10'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

AVAÍ: Douglas Friedrich; Maicon, Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Simião, Pedro Castro (Luanzinho, 31'2ºT) e Marquinhos (Caio, 22'2ºT); Júnior Dutra e Rômulo (Maurinho, 27'1ºT). Técnico: Claudinei Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos