Atlético-GO ganha, evita queda e frustra "rodada perfeita" do Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro

A rodada era perfeita para o Botafogo se consolidar no G-7. Com os tropeços de Cruzeiro e Vasco, bastava ao time vencer o lanterna do Brasileiro. O Alvinegro não se ajudou, perdeu por 2 a 1 para o Atlético-GO e viu a luta pela Libertadores embolar mais do que nunca nesta reta final de temporada. Jorginho e Luiz Fernando marcaram para os goianos e João Paulo descontou.

Com o resultado, o Botafogo se mantém na 6ª posição, com 51 pontos. A diferença segue de quatro para o Cruzeiro, na 5ª colocação, e de um para o Vasco, fora do G-7. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando visitará o São Paulo, no Morumbi. O Atlético-GO segue na lanterna, mas com 33 pontos.

Atlético-GO tem gol anulado

Lanterna da competição e atuando fora de casa, o Atlético-GO tinha desempenho surpreendente. Ligado e com muita raça, a equipe pressionou o Botafogo no início do jogo. Aos 11min, os goianos balançaram as redes com Gilvan, em posição duvidosa. O bandeira, no entanto, marcou impedimento de Jorginho que estava adiantado e participou da jogada.

Botafogo responde com Igor Rabello

O gol anulado fez o Botafogo se lançar ao ataque. Em cobrança de falta, o time quase abriu o placar. João Paulo levantou na área e Igor Rabello se antecipa ao goleiro Kleber que conta com a sorte e vê a bola sair pela linha de fundo.

Jorginho chuta de muito longe e faz golaço

Após o jogo ficar equilibrado e o Botafogo passar a ter a posse de bola, o Atlético-GO abriu o placar, aos 40min. E com um golaço. Camisa 10 dos goianos, Jorginho chutou de muito longe após driblar Rabello e acertou o ângulo direito de Gatito, que só saiu na foto.

João Paulo devolve na mesma moeda e arranca empate

Se Jorginho marcou um golaço em chite de fora da área, o Botafogo arrancou empate na mesma moeda. João Paulo chutou de longe e conseguiu balançar as redes 3min depois. Gol importante para manter a calma no Nilton Santos,  pois a torcida já mostrava sinais de irritação.

Sonolento, Botafogo leva segundo e vai para o abafa

O Botafogo fazia partida apática. Se o empate estava ruim, ficou ainda pior aos 14min, quando o Atlético-GO fez o segundo com Luiz Fernando. O Alvinegro passou a operar no desespero e lançou Vinicius Tanque, Léo Valência e Pimpão para tentar a virada.

Léo Valência melhora time, mas Vinicius Tanque perde gol

A entrada de Léo Valência melhorou o Botafogo. O chileno conseguiu boas jogadas, mas não contou com a qualidade dos companheiros para se consagrar. Aos 30min, o atacante recebeu cruzamento açucarado, mas mostrou falta de categoria e furou a bola.

Torcida do Botafogo protesta: "time sem vergonha"

A derrota para o Atlético-GO acabou com a paciência da torcida do Botafogo. Os alvinegros passaram a protestar contra a equipe e gritou "time sem vergonha".

BOTAFOGO 1 X 2 ATLÉTICO-GO

Data e hora: 16/11/2017, quinta-feira, às 20h (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Gols: Jorginho, aos 40min, e João Paulo, aos 43min do primeiro tempo; Luiz Fernando, aos 14min do segundo tempo
Cartões amarelo: Luiz Fernando, Ronaldo e Andrigo (AGO) Guilherme (BOT)

Botafogo
Gatito; Arnaldo, Carli, Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, João Paulo, Bruno Silva (Rodrigo Pimpão) e Marcus Vinicius (Léo Valência); Guilherme e Brenner (Vinicius Tanque)
Técnico: Jair Ventura

Atlético-GO
Klever; Jonathan (Marcão Silva), Willian Alves, Gilvan e Breno Lopes; André Castro, Igor (Ronaldo), Andrigo (Eduardo Bauermann) e Jorginho; Luiz Fernando e Diego Rosa
Técnico: João Paulo Sanches

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos