Valentim diz que Palmeiras jogou bem e põe culpa da derrota em "dois erros"

Do UOL, em São Paulo

Embora tenha sido derrotado por um dos piores times da competição, o Palmeiras jogou bem e merecia um resultado melhor diante do Avaí na noite desta segunda-feira (20). Essa é a opinião de Alberto Valentim após o jogo que terminou em 2 a 1 para os catarinenses.

O comandante disse que sua equipe encurralou o adversário no primeiro tempo e acabou perdendo por causa de erros isolados.

"Não acho que a nossa partida foi decepcionante. A gente procurou o jogo o tempo todo, jogamos no campo ofensivo o primeiro tempo inteiro. Eles tiveram dificuldades para sair. Pecamos na penúltima e última bola e ainda tivemos uma chance no travessão. Foram pouquíssimas chances para o Avaí", afirmou Valentim em entrevista ao Sportv.

"No segundo tempo, a gente procurou fazer o mesmo jogo e não deixamos de jogar. E aí tivemos outra bola na trave. Acho que o time fez uma boa partida, mas tivemos dois erros e perdemos o jogo", completou.

Depois, em entrevista coletiva, Valentim disse que apenas uma vez o Palmeiras jogou muito mal sob o seu comando e disse que tem trabalhado bem taticamente com os atletas e não só apostado no bom ambiente.

"O bom ambiente precisa ter em todo lugar. E prezo muito por isso. Tenho uma boa linguagem com eles. É legal ressaltar que não é só o ambiente, tem um trabalho por trás, um time organizado, que procura finalizar. Um time que joga compacto. Temos falado tanto de fora, que a gente cobra dentro do futebol, e estou procurando fazer. Não sei se vou continuar auxiliar, se vou ser treinador do Palmeiras, se vou ser treinador de outro time. Preciso agradecer os jogadores que fazem o melhor possível. Jogo ruim mesmo foi contra o Vitória. Contra o Corinthians foi equilibradíssimo. E agora a gente controlou o jogo. Não é só o ambiente, mas sim um trabalho", explicou. 

O técnico interino ainda reforçou que pretende seguir a carreira como comandante e destacou que as metas traçadas durante o ano não foram cumpridas.

"Traçamos uma meta do segundo turno, lá atrás. Era fazer um bom segundo turno, ganhar e depois as coisas aconteceram bem. Tivemos algumas vitórias seguidas, aproximamos do Corinthians e depois não deu. Mas a gente aí traçou outra meta, de ser a melhor campanha do segundo turno e temos a meta de ser o vice, pela receita para o clube e também para terminar o ano da melhor forma possível", completou.

O Palmeiras volta a campo daqui uma semana, novamente na segunda à noite. O adversário da vez será o Botafogo, na despedida do Allianz Parque de 2017. O time encerra a participação no Brasileirão contra o Atlético-PR.

"u sempre deixei muito claro, ainda no Atlético-PR, que a minha ideia é ser treinador. Tive essa oportunidade no começo do ano, no Red Bull, e voltei a convite do Cuca e do Alexandre (Mattos). Tenho carinho enorme pelo Palmeiras, me sinto em casa, mas a minha ideia é voltar a ser treinador. Depois que parei de jogar, fiquei dois anos e meio estudando, fui para fora três vezes, e quero fazer uma carreira bem bacana. Vamos ver o que vai acontecer no próximo ano". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos