Azar? Que nada... Arena Corinthians já supera Pacaembu e Parque São Jorge

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Atletas do Corinthians em treino realizado em Itaquera: dois títulos no local só em 2017

    Atletas do Corinthians em treino realizado em Itaquera: dois títulos no local só em 2017

Mais uma festa em Itaquera com direito a taça de campeão em campo está prestes a acontecer. Ao receber mais um jogo do título, a Arena Corinthians desmistifica a fama de pé-frio e já supera, de longe, o Parque São Jorge e até o Pacaembu.

Com menos de quatro anos de vida, o estádio construído em Itaquera verá a terceira festa no gramado. Antes do hepta, confirmado após a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense na Arena no último dia 15, o time alvinegro conquistou no local a campeonato estadual deste ano após final contra a Ponte Preta.

Além disso, o Corinthians ergueu o troféu e recebeu as medalhas do Brasileirão 2015 após um 6 a 1 sobre o São Paulo - o título, vale lembrar, foi garantido uma rodada antes, em São Januário, no empate com o Vasco.

O retrospecto é extremamente favorável, principalmente quando comparado com dois estádios muito usados pelo Corinthians no passado. No Pacaembu, a terceira festa só aconteceu em 1954, 14 anos depois da abertura do estádio, que foi palco das conquistas alvinegras no estadual de 1951 e no Rio-SP de 1953 e 1954.

No Parque São Jorge, foram dez anos de espera, de 1928 a 1938. O primeiro título no estádio foi conquistado pelo Corinthians apenas quatro meses após a inauguração - a vitória por 2 a 1 sobre a Portuguesa deu ao time o sexto estadual de sua história. O local voltaria a receber as partidas decisivas das edições de 1937 e 1938 do Campeonato Paulista.

No Morumbi, onde várias finais foram disputadas por mais de quatro décadas, o terceiro título só foi conquistado no local em 1982, 22 anos após o surgimento do estádio são-paulino. Antes, o Corinthians ergueu a taça dos estaduais de 1977 e 1979 no campo.

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Jadson e Fagner serão titulares do time

Antes, más lembranças

O Corinthians acumulou três resultados ruins em competições de mata-mata antes de erguer a taça do Brasileirão 2015 em Itaquera. Naquele ano, o time foi eliminado por Guaraní-PAR, Palmeiras e Santos na Libertadores, Paulistão e Copa do Brasil, respectivamente, sempre com o segundo jogo no estádio.

Nas duas últimas duas temporadas, mais três adversários superaram o Corinthians na Arena: o Audax, na semifinal do estadual, o Nacional, nas oitavas da Libertadores - ambos no ano passado - e o Inter, na Copa do Brasil, em abril passado, dias antes de o time de Fábio Carille ser campeão paulista.

O retrospecto corintiano nas 120 partidas disputadas em Itaquera é extremamente favorável. O aproveitamento do Corinthians é de 76,4%, com 82 vitórias, 29 empates e somente nove derrotas.

Jadson volta ao time e Pablo é cortado

No jogo marcado pela entrega da taça e das medalhas, o Corinthians de Carille terá mudanças em relação ao time que entrou em campo diante do Fluminense - na partida seguinte, contra o Flamengo, com o título já garantido, treinador poupou alguns titulares.

Neste domingo, o meio-campista Jadson volta a ser titular depois de cinco confrontos na vaga do suspenso Romero. A zaga será composta por Balbuena e Pedro Henrique. O jovem atleta substituirá Pablo, que não vestirá mais a camisa do clube após o encerramento das negociações por sua renovação de contrato.

No ataque, Jô busca uma inédita artilharia para o Corinthians no Campeonato Brasileiro. O atacante alvinegro soma 18 gols na competição, mesmo número de Henrique Dourado, que passou em branco na derrota do Fluminense por 2 a 1 para o Sport neste sábado.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS x ATLÉTICO-MG

Data: 26 de novembro de 2017, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (37ª rodada)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Thiago Correa Farinha e Diogo Carvalho Silva (ambos do RJ)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Camacho; Jadson, Rodriguinho e Clayson; Jô. Técnico: Fábio Carille

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Yago, Elias, Valdívia, Robinho e Otero; Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos