Bahia perde pênalti, Chapecoense vence e fica perto do G7

Do UOL, em São Paulo

A Chapecoense ainda sonha com uma vaga na próxima Copa Libertadores e, neste domingo (26), deu um passo importante para conseguir isso. Mesmo fora de casa, o time catarinense bateu o Bahia por 1 a 0, com gol de Wellington Paulista. Agora a Chapecoense está em 9º lugar, com 51 pontos, dois a menos que o 7º colocado, Vasco.

Bahia e Chapecoense disputaram o primeiro tempo em um ritmo bem lento. O time catarinense criou poucas chances de gol e conseguiu marcar aos 42min, quando Wellington Paulista balançou a rede.

Mas no segundo tempo o Bahia "acordou" e criou pressão no ataque. Edigar Junio desperdiçou uma cobrança de pênalti. O goleiro Jandrei fez duas defesas difíceis. Então a Chapecoense conseguiu esfriar o jogo, conseguiu ficar mais tempo com a bola e correu menos riscos. Para piorar a situação do Bahia, Zé Rafael foi expulso aos 39min e praticamente acabou com qualquer chance de reação.

Pênalti perdido

O juiz marcou pênalti de Douglas Grolli no segundo tempo, porque a bola bateu na mão dele. Edigar Junio, artilheiro do Bahia no Brasileirão, foi para a cobrança e mandou a bola na trave.

Possível G9

Se o Grêmio for campeão da Copa Libertadores, e o Flamengo vencer a Copa Sul-Americana, haverá um G9 no Campeonato Brasileiro. Ou seja, até o 9º colocado conquistará uma vaga na Libertadores. Neste caso, a Chapecoense precisaria apenas vencer o próximo jogo para garantir a vaga na Libertadores de 2018.

Defesas de Jean

Antes de fazer gol, a Chapecoense teve duas chances de gol que foram defendidas por Jean, goleiro que se destacou no Campeonato Brasileiro. Ele defendeu finalizações perigosas de Apodi e Wellington Paulista.

Defesas de Jandrei

No segundo tempo, quando o Bahia passou a jogar melhor, foi a vez do outro goleiro brilhar. Jandrei defendeu uma finalização de Mendoza à queima-roupa, aos 3min. Depois, aos 12min, ele também pegou com os pés um chute perigoso de Edigar Junio na área.

Bicão perfeito

Aos 42min, o goleiro Jandrei deu um chute longo que parecia ser sem direção. Mas a zaga do Bahia vacilou, Canteros alcançou a bola e tocou para Wellington Paulista, que chegou em velocidade na área e tocou para dentro.

Sem camisa e suspenso

O volante Feijão ficou sem camisa no banco de reservas e por isso recebeu cartão amarelo. Foi o terceiro dele e por isso estará fora do último jogo do Bahia no Brasileirão 2017.

BAHIA x CHAPECOENSE

Local: Arena Fonte Nova
Data: 26/11/2017
Árbitro: Pericles Bassols 
Cartões amarelos:  Amaral (CHA), Douglas Grolli (CHA), Reinaldo (CHA), Mendoza (BAH), Feijão (BAH), Eduardo (BAH)
Cartão vermelho: Zé Rafael (BAH)
Gols: Wellington Paulista, aos 42min do 1º tempo

BAHIA
Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior (Hernane), Vinicius (Edson), Zé Rafael, Allione (Régis) e Mendoza; Edigar Junio
Técnico: Carpegiani

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi, Douglas, Douglas Grolli e Reinaldo; Canteros, Elicarlos (Fabrício Bruno), Amaral, João Pedro (Nadson) e Luiz Antônio (Moisés Ribeiro); Wellington Paulista
Técnico: Gilson Kleina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos