Vasco vence o Cruzeiro no Mineirão e seca o Botafogo para permanecer no G-7

Do UOL, em Belo Horizonte

Vencer o Cruzeiro e torcer contra alguns adversários. Essa eram as missões do Vasco na rodada 37 do Campeonato Brasileiro. A primeira parte foi bem executada. Com gol de Paulão, a equipe carioca venceu o Cruzeiro por 1 a 0, no Mineirão. Resultado que colocou o time treinado por Zé Ricardo no G-7 do Brasileirão. Mas como a rodada ainda não terminou, resta ainda torcer contra o Botafogo.

Nesta segunda-feira o rival carioca enfrenta o Palmeiras, em São Paulo. O Vasco torce pela vitória do mandante, para chegar na última rodada dependendo de uma vitória simples sobre a Ponte Preta, em São Januário, para garantir vaga na próxima Copa Libertadores.

Martin Silva garante os três pontos no Mineirão

Paulão foi o autor do gol da vitória do Vasco, mas o grande nome da partida foi goleiro Martin Silva. As boas defesas do uruguaio garantiram o resultado construído no primeiro tempo. A grande intervenção aconteceu aos 19 minutos do segundo tempo, após tentativa de Thiago Neves.

Bryan deixa a desejar na esquerda

Importante no empate com o Vitória, na rodada anterior, o lateral esquerdo Bryan não foi muito bem contra o Vasco. O camisa 17 teve muita dificuldade para marcar as subidas de Paulinho, ao ponto de ser orientado muitas vezes por Mano Menezes, especialmente no primeiro tempo.

Troca de faixas entre os campeões

No futebol brasileiro o Cruzeiro foi o campeão da Copa do Brasil. Na base o ano também foi de conquistas. A equipe sub-20 foi campeã brasileira da categoria e nessa sexta-feira venceu a Super Copa, diante do rival Atlético-MG, conquistando o direito de representar o futebol nacional na Copa Libertadores sub-20, que será disputada no ano que vem. No último jogo como mandante na temporada, a diretoria celeste promoveu a troca de faixas entre o Cruzeiro profissional e o Cruzeiro sub-20.

Cruzeiro bastante modificado em campo

Do time base do Cruzeiro em 2017, pelo menos seis jogadores ficaram foram do duelo com o Vasco. Alguns por opção do técnico Mano Menezes, casos do goleiro Fábio e do atacante Alisson. Já os demais desfalques foram por necessidade, como os casos de Ezequiel, Murilo e Hudson, todos no departamento médico. Além do lateral esquerdo Diogo Barbosa, negociado com o Palmeiras e que já deixou a Toca da Raposa.

Vasco aproveitou única chance no primeiro tempo

Apesar de precisar dos três pontos para seguir com chances de classificação para a próxima Copa Libertadores, o Vasco adotou uma postura bastante defensiva. A equipe treinada por Zé Ricardo jogou procurando o contra-ataque, tentando anular as investidas do Cruzeiro, que sempre chegou com muita velocidade. E foi num contra-ataque que o Vasco conseguiu o escanteio que originou o gol de Paulão. Já o Cruzeiro, criou muitas chances, mas pecou nas finalizações.

Mano convocou, mas público não foi grande

O duelo com o Vasco marcou a despedida do Cruzeiro do Mineirão em 2017. No último jogo em Belo Horizonte nesta temporada, o técnico Mano Menezes convocou a torcida para encher o estádio. O pedido do treinador fez o público ser um pouco melhor do que foi nas rodadas anteriores, mas não o suficiente para lotar o Mineirão, como desejava o treinador cruzeirense. O próximo compromisso celeste em casa vai ser apenas em 2018, no dia 17 de janeiro, contra o Tupi, na estreia do Campeonato Mineiro.

Mano soltou o Cruzeiro, mas parou no goleiro

Um meia no lugar de um volante e depois um atacante no lugar de um meia. Foram as duas primeiras alterações de Mano Menezes no duelo com o Vasco. Perdendo o jogo, o treinador soltou o time, que atacou bastante. Mas assim como aconteceu no primeiro tempo, faltou um pouco mais de capricho na hora de finalizar. Nas jogadas em que o time acertava tudo, Martin Silva aparecia para evitar o gol de empate.

Tropeço pode custar quase R$ 3 milhões ao Cruzeiro

Já garantido na próxima Copa Libertadores, por ser o campeão da Copa do Brasil, o Cruzeiro luta apenas por uma colocação melhor no Campeonato Brasileiro. Algo que pode significar uma boa quantia para o clube mineiro. Antes do duelo com o Vasco, o time celeste tinha chances de reais de ficar na quarta colocação, faturando assim um prêmio de R$ 5,6 milhões. Com a derrota, o Cruzeiro pode até perder a quinta colocação para o Flamengo. Nessa situação, caso termine o Brasileiro na sexta colocação, a Raposa vai receber R$ 2,7 milhões de premiação.

PVC destaca chegada do Vasco à zona da Libertadores

Paulo VInícius Coelho destaca em seu blog no UOL que a grande briga da última rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo final de semana, será a corrida pelas últimas vagas na Copa Libertadores. "O Vasco ultrapassou o Botafogo, graças à boa atuação em Belo Horizonte e à vitória sobre o Cruzeiro por 1 x 0. O Botafogo precisará empatar com o Palmeiras na segunda para retornar à sétima posição", explica.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 1 VASCO

Data: 26 de novembro de 2017, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Motivo: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 12.212 pagantes
Renda: R$ 256.355,00
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Bryan, Thiago Neves e Léo (CRU) Wellington (VAS)
Gols: Paulão, aos 20 do primeiro tempo

CRUZEIRO
Rafael, Lucas Romero, Léo, Digão e Bryan; Henrique, Lucas Silva (Alisson, aos 9 do 2º), Robinho, Rafinha (Judivan,, aos 32 do 2º) e Thiago Neves; Arrascaeta.
Técnico: Mano Menezes.

VASCO
Martín Silva, Madson, Anderson Martins, Paulão e Henrique; Wellington, Evander (Jean, no intervalo), Yago Pikachu, Nenê (Mateus Vital, aos 23 do 2º) e Paulinho (Wagner, aos 16 do 2º); Andrés Rios.
Técnico: Zé Ricardo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos