De beliscão a agressões: dedada entra para lista de polêmicas de Rodrigo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Rodrigo foi expulso após ser flagrado dando dedadas em Tréllez

    Rodrigo foi expulso após ser flagrado dando dedadas em Tréllez

Um dos atletas mais experientes do elenco da Ponte Preta, o zagueiro Rodrigo foi expulso logo aos 20 minutos do primeiro tempo do jogo contra o Vitória, que selou o rebaixamento do time paulista à Série B no último domingo (25). Determinante para a derrota por 3 a 2 – até o cartão vermelho, a Ponte vencia por 2 a 0 –, o episódio é mais um na longa lista de polêmicas do jogador.

Rodrigo foi expulso por aplicar dedadas entre as nádegas do atacante Tréllez, do Vitória. Flagrado pela equipe de arbitragem, foi imediatamente expulso. Sem seu capitão em campo, a Ponte cedeu a virada ao time baiano e a torcida invadiu o campo aos 39 minutos do segundo tempo. Após uma longa paralisação, o jogo foi dado como encerrado.

Relembre outros episódios em que Rodrigo se envolveu em polêmicas, desde bate-bocas a entreveros físicos com adversários e até colegas de time.

Empurrões em Milton Mendes

Em agosto de 2017, já defendendo a Ponte Preta, Rodrigo empurrou seu ex-treinador, Milton Mendes, após uma partida contra o Vasco. O zagueiro conversava com atletas cruzmaltinos no gramado quando o técnico, seu desafeto, se aproximou. Rodrigo se irritou e empurrou Milton três vezes. Os dois trocaram xingamentos e o treinador se afastou.

Beliscão em Guerrero

Reprodução / TV Globo

Em março de 2016, durante um clássico entre Vasco e Flamengo pelo Campeonato Carioca, Rodrigo se desentendeu durante todo o jogo com o centroavante Paolo Guerrero. Em um lance, foi flagrado beliscando os mamilos do peruano. Depois, em disputa de bola, Guerrero soltou uma cotovelada no rosto do zagueiro do Vasco fora do lance, recebendo cartão amarelo pela jogada.

Bate-boca com Fred

Nelson Perez / Site oficial do Fluminense

Em julho de 2015, Rodrigo se estranhou com Fred depois de um jogo entre Vasco e Fluminense. Após trocarem provocações no gramado, a rusga se estendeu para fora do campo. Rodrigo disse que a vitória era um "presentinho" e que Fred não conseguia jogar quando era marcado por ele. O atacante tricolor respondeu dizendo que Rodrigo deveria desfrutar os "últimos momentos" da carreira e que não daria "ibope" ao rival. Já o técnico do Flu, Enderson Moreira, disse que Rodrigo "se acha mais do que é".

Críticas a Juninho Pernambucano

Divulgação

No mesmo jogo do entrevero com Fred, Rodrigo também teceu críticas a Juninho Pernambucano, um dos maiores ídolos do Vasco. O ex-jogador, então comentarista da TV Globo, disse que via o zagueiro com excesso de poder em campo, batendo faltas e tiros de meta. Rodrigo respondeu às câmeras: "Eu cobrei tiro de meta porque nosso goleiro não estava aguentando mais. Eu cobro falta porque o treinador determina, tá? Um abraço para todo mundo".

Agressão a Rafael Vaz

Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Em 2016, Rodrigo brigou com seu colega de zaga Rafael Vaz, pouco antes deste último trocar o Vasco pelo Flamengo. Os dois discutiram em um treino e, segundo Rodrigo, Vaz ofendeu sua mãe. Os ânimos esquentaram no vestiário e Rodrigo admite ter empurrado o companheiro.

Discussão com Jorginho

Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Em um treinamento do Vasco em agosto de 2016, Rodrigo discutiu com o técnico Jorginho e deixou a atividade antes do fim. A confusão começou quando o experiente zagueiro cobrou o goleiro Jordi e o preparador de goleiros vascaíno após uma falha do jovem atleta. Jorginho interveio e mandou o jogador parar de falar. Mais tarde, os dois se acertaram e fizeram as pazes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos