Fim de jogo após invasão deve virar 3 a 0 contra Ponte e mudar tabela do BR

Marcello De Vico e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Santos e Rio de Janeiro

A confusão do último domingo, no jogo entre Ponte Preta e Vitória, que terminou 3 a 2 para os baianos, deve alterar a tabela do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (28), a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) oficializou o pedido junto à presidência da entidade para a mudança de placar do confronto - para 3 a 0. Também foi feita uma solicitação para a interdição do Moisés Lucarelli (leia mais abaixo).

As informações, antecipadas pela reportagem ainda na manhã desta terça, foram confirmadas ao UOL Esporte pelo procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua. O caso já está na mão do presidente do órgão, Ronaldo Piacente, que irá liberar uma decisão já nesta quarta-feira (29).

O Regulamento Geral das Competições da CBF prevê que, caso uma partida seja encerrada antes do previsto por falta de segurança, o time que "houver dado causa à suspensão" deve ser declarado perdedor pelo placar de 3 a 0. Dessa forma, o Vitória ampliaria sua vantagem sobre o Coritiba no saldo de gols, fator que pode ser decisivo na disputa contra o rebaixamento na última rodada. 

De acordo com apuração do UOL Esporte, a alteração no placar é apenas uma questão de tempo. Após a entrega da súmula ao STJD, o tribunal encaminha parecer com autorização para que o departamento de competições altere o resultado final e, consequentemente, a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

Hoje, quatro times lutam para escapar das duas vagas que ainda restam para a Série B: Vitória, Coritiba, Sport e Avaí. Na 15º colocação e dependendo apenas de suas forças para evitar o rebaixamento, o time baiano deve ir para o jogo do próximo domingo (3), contra o Flamengo, no Barradão, às 17h, em situação ainda mais confortável na tabela.

O jogo entre Ponte Preta e Vitória foi encerrado aos 39min do segundo tempo, por falta de segurança, depois que torcedores do time campineiro invadiram o campo do Moisés Lucarelli. Neste momento, o placar apontava 3 a 2 para a equipe baiana. O resultado, porém, seria alterado baseado nos artigos 19 e 20 do Regulamento Geral das Competições da CBF.

Reprodução/CBF
Na súmula, o árbitro revelou que aguardou o tempo previsto para reiniciar o jogo, mas ouviu do responsável pelo policiamento que não havia condições de dar segurança ao jogo. A partida foi suspensa por falta de segurança, conflitos dentro e fora do estádio e indisciplina por parte dos torcedores, e os representantes das equipes concordaram com a decisão da arbitragem.

O regulamento prevê que "se um clube houver dado causa à suspensão e era perdedor [Ponte Preta], o adversário [Vitória] será declarado vencedor pelo placar de três a zero (3 a 0) ou pelo placar do momento da suspensão, prevalecendo o correspondente à maior diferença de gols".

Reprodução/CBF
Com a mudança, o saldo de gols do Vitória, que hoje é de -7, passaria a ser de -5, três a mais que o Coritiba, que tem -8. O time baiano é o 15º colocado, com 43 pontos, mesma pontuação da equipe paranaense, que ocupa a 16ª posição.

Na última rodada da Série A, que tem todos seus jogos acontecendo no domingo (3), às 17h, o Vitória recebe o Flamengo no Barradão, enquanto o Coritiba visita a Chape na Arena Condá. Já Sport e Avaí, que somam 42 pontos, pegam Corinthians na Ilha do Retiro e Santos na Vila Belmiro, respectivamente.

Procurados pelo UOL Esporte, Vitória, Coritiba e Sport dizem estar focados nos jogos da última rodada e só se manifestarão depois de algum posicionamento oficial do STJD.

STJD pede interdição do Moisés Lucarelli

A Procuradoria do STJD solicitou ainda a interdição do Moisés Lucarelli e a perda de mandos de campo ao clube campineiro por conta dos incidentes ocorridos no jogo do último domingo (26), contra o Vitória, pela penúltima rodada da Série A.

A Ponte Preta será enquadrada nos artigo 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e corre o risco de perder até dez mandos de campo – além de pagar uma multa de até R$ 100 mil.

Reprodução
Reprodução

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos