Dudu vê 2017 de "decepção" e ignora passado provocador de Lucas Lima

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

    Dudu quer "acolher" Lucas Lima no Palmeiras em 2018

    Dudu quer "acolher" Lucas Lima no Palmeiras em 2018

Capitão do Palmeiras e um dos principais jogadores do elenco, Dudu foi o último atleta escolhido pelo clube para conversar com a imprensa em entrevista coletiva. Como uma despedida, o camisa 7 fez uma retrospectiva do ano, que considerou "decepcionante", e ignorou o passado provocador do agora ex-santista Lucas Lima, novo companheiro de meio-campo para 2018.

Dudu considera o segundo lugar do Brasileirão honroso e se colocou à disposição para atuar neste domingo, às 17h (de Brasília), contra o Atlético-PR. O meia-atacante, incomodado pela falta de títulos, quer a vitória para amenizar o saldo negativo da temporada.

"Para todo o torcedor foi um ano de decepção. Não conseguimos conquistar nenhum campeonato. As competições são muito disputadas, as equipes são do mesmo nível, e infelizmente não conseguimos disputar nenhuma decisão que a gente tinha almejado. Agora é focar para a gente terminar em segundo lugar, que será uma posição bem honrosa", declarou o camisa 7.

Apesar do discurso de foco na partida de Curitiba, Dudu também respondeu sobre o Palmeiras 2018. Além de se cobrar pela disputa por títulos, o camisa 7 tratou de evitar qualquer ruído em relação a Lucas Lima, com quem trocou provocações quando o novo reforço palmeirense atuava no Santos.

"A gente fica feliz porque é um grande jogador, todo mundo sabe da qualidade. Esse negócio de provocação fica no passado. Ele defendia o clube dele e a gente o Palmeiras. Espero que ele possa se enquadrar na filosofia do clube e possa nos ajudar a conquistar os nossos objetivos para o ano que vem", discursou Dudu, que promete até aliviar nas brincadeiras com o agora ex-santista.

"Temos que acolher ele muito bem. Vão ter brincadeiras, mas brincadeiras sadias, para que ele possa se sentir em casa e com confiança. Quando o jogador se sente em casa, a vontade, ele faz o melhor possível", sentenciou o capitão palmeirense no início da noite desta sexta-feira.

"Valentim será técnico do Palmeiras um dia"

O meia-atacante ainda se dividiu entre pedir a permanência de Alberto Valentim na comissão técnica de Roger Machado ou torcer pela carreira do auxiliar como treinador longe do Palmeiras.

"Já pedi muito para ele continuar. Ele sabe o que quer para a vida dele. Ele fala que quer ser treinador e treinar uma grande equipe. Esperamos que pinte uma grande equipe. Se não pintar, que continue fazendo o nosso trabalho. É muito amigo dos jogadores, se ele for, vamos ficar triste. Mas também vou ficar feliz por ele seguir o que quer ser", declarou Dudu.

O camisa 7 ainda profetizou que Alberto Valentim, um dia, retornará ao Palmeiras na função efetiva de comandante do futebol profissional. O interino, que dirige neste sábado o último trabalho antes das férias, ainda não decidiu se permanece no clube alviverde.

"Quando ele pegou nossa equipe, ninguém acreditava que iriamos disputar o título. E chegamos em um certo momento, disputamos. Chegamos a ficar cinco pontos atrás do líder. Mas por algumas falhas da gente, não conseguimos ir mais longe. O trabalho dele foi excelente. Eu fico triste que ele não possa ficar como treinador. Tenho certeza que vai ser um dos grandes do Brasil e que um dia vai comandar o Palmeiras", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos