Atlético-MG vira sobre Grêmio com golaço e torce pelo Fla por Libertadores

Do UOL, em Porto Alegre

O Atlético-MG esteve atrás no placar três vezes. Mas não se entregou jamais. Neste domingo (03), um golaço de Otero aos 54 minutos de partida decretou 4 a 3 no time reserva do Grêmio. E deu aos mineiros a chance de ir à Libertadores dependendo de um eventual título do Flamengo da Copa Sul-Americana.

Com 54  pontos, o alvinegro entra em nono na classificação. Dependerá de um título do Fla contra o Independiente para ir à Libertadores, abrindo nova vaga via Brasileirão.

E foi depois de muito sofrer. Saiu atrás, empatou, voltou a estar atrás, empatou de novo, o Grêmio voltou à frente, o Galo empatou e então ficou com 10 jogadores a partir da expulsão de Gustavo Blanco. Foi então que um apagão parou o jogo por 12 minutos. Em seguida do recomeço, uma falta da intermediária acabou em golaço de Otero, o segundo dele no jogo, e a vibração absoluta no estádio Independência.

O Grêmio, com 62 pontos, ficou em quarto na classificação e se prepara para o Mundial de Clubes, daí sim com seu time principal.

Foi bem: Gol, assistência e pai doente

Jean Pyere foi protagonista entre os jovens do Grêmio. Tinha motivação além do campo: queria jogar pelo pai, que está internado em um hospital. E conseguiu. Parou em Victor, depois marcou e deu assistência fundamental para o segundo gol gremista. 

Um minuto de silêncio....

Jean Pyere marcou o gol do Grêmio aos 34 minutos do primeiro tempo. Depois de um rebote em cobrança de falta, o meia-atacante bateu cruzado e colocou na redes. Na comemoração, foi até as câmeras e cantou, com os companheiros, a música que embalou a comemoração do tricampeonato da Libertadores. "Um minuto de silêncio... para o Inter que está morto", sinalizando com o dedo na frente da boca e cornetando o rival. 

Elias para em goleiro, na trave, e marca

Elias foi destaque do Atlético-MG na partida. Tanto que partiu dos pés dele as principais chances de gol. Ele obrigou Bruno Grassi a uma difícil defesa, acertou a trave, e em seguida marcou o gol de empate do jogo. 

Lambança e lance bizarro: Grêmio aproveita falha do juiz

Grêmio e Atlético-MG empatavam em 1 a 1 quando o juiz virou protagonista. Robinho tentou um passe na intermediária ofensiva, o juiz foi sair da frente da bola, mas não conseguiu. Levou uma bolada e caiu no chão. O Grêmio ficou com ela e Jean Pyere deu lindo passe para Pepê marcar. 

Otero, iguala no fim do primeiro tempo

Só que o 2 a 1 para os gaúchos não foi placar definitivo na etapa inicial. Minutos mais tarde, Otero, de falta, colocou nas redes e deu igualdade aos números. 

Atlético-MG ataca, mas dá espaço e o jogo fica 'maluco'

O Atlético-MG foi quem atacou mais. De posse da bola, o time principal do Galo esteve sempre perigosamente rondando o gol de Bruno Grassi. Criou chances e deu espaços. Tanto que o Grêmio respondeu com a mesma ênfase e abriu o placar. Em seguida o Galo empatou, o Grêmio fez outro e o Galo mais um. Num jogo 'maluco' em que toda chegada era gol (ou quase), ambos mostraram-se eficientes e frágeis na mesma medida. 

Batista recoloca Grêmio na frente...

O centroavante Batista entrou na vaga de Lucas Polleto. Um centroavante, algo que o Grêmio não tinha até então por apostar no contra-ataque. Mas vendo a possibilidade de vencer a partida, o técnico César Bueno tratou de usar o que tinha no banco. Deu certo e aos 15 minutos, ele aparou cruzamento e colocou nas redes. 

...mas Fred empata a partida

Mas o Atlético-MG foi valente. Não desistiu de forma alguma, tanto que aos 21 minutos, Fred aparou cruzamento e recolocou na rede. O Galo precisava vencer para tentar vaga na Libertadores e igualou faltando 30 minutos para acabar o jogo. 

Apagão no fim do jogo

Na reta final da partida, faltou luz. O estádio Independência ficou às escuras tão logo Gustavo Blanco foi expulso. Beirava os 40 do segundo tempo e o placar estava 3 a 3. Ainda havia luz natural, mas atrasou o recomeço do jogo de toda forma. 

Otero faz golaço e decide o jogo

E quando tudo parecia perdido para o Galo, Otero resolveu o jogo. Numa falta quase da intermediária, foi o venezuelano, contando com falha do goleiro Bruno Grassi, que deu vida ao time de Belo Horizonte. 

Jogo demora a começar, jogadores esperam em campo

Jogadores de Grêmio e Atlético-MG entraram em campo para partida começar exatamente às 17h, conforme marcado. Mas pela necessidade da última rodada do Brasileirão ter jogos simultâneos, foi preciso esperar. O árbitro da partida esperou o 'ok' de um dos auxiliares para dar andamento à partida, que atrasou por quatro minutos, com os atletas esperando em campo. O expediente se repetiu na volta do intervalo. Mas de pouco adiantou pois o 'apagão' no segundo tempo fez com que a partida fosse a última da rodada a terminar. 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 4 X 3 GRÊMIO


Data: 03/12/2017 (quarta-feira)
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo e Anderson José de Moraes Coelho
Cartões amarelos:  Adílson (ATL), Robinho (ATL), Elias (ATL), Fábio Santos (ATL); Dionathã (GRE); 
Cartões vermelhos: Gustavo Blanco (ATL) 
Gols: Jean Pyere, do Grêmio, aos 34 minutos do primeiro tempo; Elias, do Atlético-MG, aos 36 minutos do primeiro tempo; Pepê, do Grêmio, aos 43 minutos do primeiro tempo; Otero, do Atlético-MG, aos 46 minutos do primeiro tempo e 54 do segundo tempo; Batista, do Grêmio, aos 15 minutos do segundo tempo; Fred, do Atlético-MG, aos 21 minutos do segundo tempo; 

ATLÉTICO-MG
Victor; Bremer (Rafael Moura), Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Adílson (Gustavo Blanco), Elias, Otero e Valdívia (Luan); Robinho e Fred.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

GRÊMIO
Bruno Grassi; Felipe, Emanuel, Ruan (Erikson) e Conrado; Balbino, Machado, Jean Pyere (Matheusinho), Lucas Polleto (Batista) e Dionathã; Pepê.
Técnico: César Bueno

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos