Bahia admite perder Jean e Renê Júnior, mas tenta blindar Zé Rafael

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

  • Bahia/ Twitter

    Zé Rafael é um dos destaques deste Campeonato Brasileiro

    Zé Rafael é um dos destaques deste Campeonato Brasileiro

O presidente Marcelo Sant'anna tem só mais seis dias à frente do Bahia. O dirigente optou por não se candidatar à reeleição no pleito que acontecerá no próximo sábado, está confiante que a chapa da situação possa sair vencedora e ainda tenta trabalhar pelo clube de Salvador. A tarefa é agir nos bastidores para segurar ou lucrar com os destaques do time no Campeonato Brasileiro.

Com o São Paulo, por exemplo, Sant'anna admite que as conversas já estão bem adiantadas pela contratação do goleiro Jean. Os dois clubes duelam na tarde deste domingo pela última rodada da Série A e aguardam as eleições dos baianos para finalizar o negócio. O Tricolor Paulista vai bater o martelo pelo arqueiro, mas ainda estuda se apenas paga pela transação, deixando porcentagem dos direitos econômicos com o Bahia, ou se inclui algum atleta. 

Sant'anna diz que dois nomes interessam e são mais viáveis para o negócio, mas que o principal desejo era contar com o lateral-esquerdo Reinaldo. "É um sonho antigo. Tentamos duas vezes, a primeira antes dele ser emprestado para a Ponte Preta. Mas agora fomos informados que volta da Chapecoense e não sai mais", disse o cartola, sobre o pedido da comissão técnica de Dorival Júnior para a diretoria são-paulina não se desfazer do ala.

Outro que está perto de deixar o Bahia é o volante Renê Júnior. Emprestado pela Ponte somente até dezembro, o marcador fica também sem contrato com a Macaca e, livre no mercado, está próximo de um acerto com o Corinthians. "Renê fica livre, não temos muito o que fazer além de esperar o jogador", comentou o presidente baiano.

Por fim, a situação do meia Zé Rafael foi abordada. Somente entre os grandes paulistas, Santos e Corinthians já procuraram o principal atleta do Bahia na temporada. Marcelo Sant'anna disse mais clubes fizeram consultas, mas que apenas três chegaram a enviar propostas: "Como estou saindo da presidência, não assinarei nada, nem de compra, nem de venda, mas no caso do Zé Rafael tive que responder esses clubes. As propostas não existiam, não atendem o que o Bahia quer. Algumas foram até falta de respeito".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos