Jair diz que Botafogo pagou o preço de jogar no limite e diz que fica

Do UOL, no Rio de Janeiro

Fora da próxima edição da Copa Libertadores, o Botafogo viveu uma tarde de pesadelo neste domingo. Após o empate por 2 a 2 contra o Cruzeiro, o clima era de tensão no Estádio Nilton Santos, com muitos protestos da torcida e reclamações dos alvinegros. O técnico Jair Ventura afirmou quesegue e disse que a maratona de jogos para o curto elenco alvinegro foi decisivo.

"Tivemos muitas perdas, fomos até as quartas da Libertadores, a Chapecoense não foi. Nossa briga é com a gente. Tenho que falar do Botafogo, nós pagamos o preço de jogar 120%. A desclassificação não veio hoje. Precisamos sentar e ver o planejamento, sabemos que ficar fora da Libertadores é ruim para o clube", disse o comandante.

Jair evitou apontar culpados e disse que a diretoria fez todo o sacrifício para reforçar o grupo. Após o revés, Jair afirmou que o momento é de reflexão:

"Não tem culpados. A diretoria fez esforço, mas o clube não tem dinheiro. É hora de juntar nossas forças e buscar outra classificação no ano que vem. Eu tenho contrato com o clube".

O Botafogo entra de férias e retoma os trabalhos a partir do dia 4 de janeiro.

 

 

Tivemos muitas perdas, fomos até as quartas da Libertadores, a Chapecoense não foi. Nossa briga é com a gente. Tenho que falar do Botafogo, nós pagamos o preço de jogar 120%. A desclassificação não veio hoje. Acabou de forma traumática, temos de fazer um balanço. Não tem culpados. A diretoria fez esforço, mas o clube não tem dinheiro. É hora de juntar nossas forças e biscar outra classificação no ano que vem.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos