Rodrygo brilha, e Santos quebra jejum com vitória sobre Ceará em estreia

Do UOL, em São Paulo

O Santos começou o Campeonato Brasileiro de uma maneira que há 13 anos não conseguia: com vitória. Neste sábado (14), o Alvinegro bateu o Ceará por 2 a 0 no Pacaembu e voltou a vencer em um jogo de estreia da competição. Pio (contra) e Rodrygo anotaram os gols que garantiram o triunfo santista.  

O jogo foi marcado por domínio santista desde o apito inicial. A equipe comandada por Jair Ventura fez valer o mando de campo e conseguiu se sobressair diante de um organizado, mas recuado, Ceará - que retornou à elite do futebol nacional após sete anos. O gol contra no fim da primeira etapa desmontou a estratégia dos visitantes e abriu caminho para o Santos definir o resultado no começo do segundo tempo.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Bahia em Salvador, enquanto o Ceará recebe o São Paulo no Casletão.

Rodrygo: joia brilha mais uma vez

A estrela do jovem Rodrygo voltou a brilhar neste sábado. O atacante de 17 anos teve mais uma boa atuação e anotou o segundo gol da vitória santista. A joia chegou ao quinto gol na temporada e deixou o campo aplaudido pela torcida no fim do jogo.

Gabigol insiste, mas falha na pontaria

Nenhum atacante teve mais chances que Gabigol para marcar nesta primeira partida do Santos. O jogador participou bastante das ações ofensivas da equipe, mas pecou bastante na pontaria. A chance mais clara foi aos 21 minutos do primeiro tempo, quando ele desperdiçou chance na pequena área.

Clima de festa

O Santos entrou em campo neste sábado em clima de festa. Neste sábado (14 de abril), o clube comemorou o 106º aniversário e recebeu diversas homenagens de atletas, ex-jogadores e torcedores nas redes sociais.

Santos ganha "presente" no fim do 1º tempo

O primeiro tempo foi marcado pelo domínio do Santos diante de um recuado Ceará. Apesar disso, o Alvinegro tinha dificuldades para chegar com perigo na meta adversária, tanto pela retranca dos visitantes, quanto pela falta de pontaria dos atacantes – principalmente Gabigol.

Foi só com um "presente" que o aniversariante Santos inaugurou o placar. Aos 41 minutos, o goleiro Éverson se atrapalhou ao tentar cortar finalização de Dodô e chutou em cima do lateral Pio. A bola acabou parando no fundo da rede: gol contra.

Peixe define o placar

O segundo tempo começou da mesma maneira da etapa inicial: com pressão do Santos. Assim como no fim do primeiro tempo, o Alvinegro aproveitou um vacilo da defesa do Ceará para chegar ao gol. Desta vez, aos quatro minutos, a zaga dos visitantes falhou ao tentar cortar passe em profundidade e deixou o caminho livre para o Peixe construir a jogada do gol que sacramentou a vitória: Gabigol tocou para Sasha, que cruzou na medida para Rodrygo completar de cabeça.

O gol no começo do segundo tempo minou qualquer esboço de reação do Ceará, que pouco conseguiu sair para o ataque.

Passou em branco

Arthur Cabral era a grande aposta do técnico Marcelo Chamusca no primeiro jogo do retorno à elite do nacional, mas passou em branco. O atacante soma 16 gols na temporada e é o vice-artilheiro do Brasil em 2018 - atrás apenas de Gustavo, do Fortaleza, que chegou a 17 depois de marcar diante do Guarani na última sexta-feira pela Série B. A melhor chance de Arthur foi aos 26 minutos do segundo tempo em chute de fora da área, mas parou em grande defesa de Vanderlei.

Fim do jejum

Com o resultado, o Santos pôs fim a um incômodo jejum. Isso porque o Alvinegro não vence na estreia do Campeonato Brasileiro desde 2005, quando goleou o Paysandu por 4 a 1. De lá para cá, foram 12 jogos: quatro empates e oito derrotas. No ano passado, a equipe começou o nacional com revés por 3 a 2 diante do Fluminense.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 0 CEARÁ

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 21h
Árbitro: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Gols: Pio (contra), aos 41 minutos do 1º tempo; Rodrygo, aos quatro minutos do 2º tempo.
Cartão amarelo: Rafael Carioca (CEA)
SANTOS
Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini (Vitor Bueno), Jean Mota (Diego Pituca); Rodrygo (Arthur Gomes), Eduardo Sasha e Gabriel.
Técnico: Jair Ventura
CEARÁ
Éverson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca; Ernandes, Juninho e Ricardinho (Reina); Wescley (Roberto), Felipe Azevedo (Arnaldo) e Arthur.
Técnico: Marcelo Chamusca

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos