Com 2 de Rodriguinho, Corinthians supera Flu no fim e estreia com vitória

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Foram duas finalizações a gol em 90 minutos, mas duas de Rodriguinho. E, preciso como tem sido a camisa 26, foram duas bolas na rede. Assim, com um gol no final de cada tempo para o camisa 26, o Corinthians superou a retranca do Fluminense e venceu por 2 a 1, neste domingo, em Itaquera. Richard havia descontado para os tricolores.

Com cinco defensores, o Flu se segurou como foi possível na defesa e, por pouco, não arrancou ao menos um ponto na Arena Corinthians. Mas, em tarde mais uma vez inspirada de Rodriguinho, os corintianos marcaram duas vezes. Uma, em cruzamento de Romero e arremate de cabeça. Outra, em lindo passe de Maycon e assistência perfeita de Emerson, concluída também pelo meia corintiano.

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, na Argentina, para enfrentar o Independiente pela Libertadores. Pelo Brasileirão, o time alvinegro mede forças com o Paraná no domingo que vem, novamente fora de casa. Já o Fluminense recebe o Cruzeiro no mesmo dia.

O melhor: Rodriguinho

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O meio-campista novamente foi às redes e mostrou a sua importância para o Corinthians. Antes de balançar a rede duas vezes neste domingo, Rodriguinho fez os gols das vitórias sobre Palmeiras e São Paulo, respectivamente, na semifinal e na decisão do Campeonato Paulista. Decisivo como nunca, é o artilheiro na temporada com seis gols em jogos oficiais. 

O pior: Clayson

De volta à equipe titular depois de cumprir suspensão na final do Paulista, o meia-atacante errou praticamente todas as jogadas na partida. Decisões erradas e passes imprecisos prejudicaram a atuação dele, que por pouco não foi substituído no segundo tempo. De última hora, Carille mudou a troca, e quem acabou saindo para a entrada de Pedrinho foi Romero.

Ferrolho na defesa do Flu dificulta a vida corintiana

RODRIGO GAZZANEL / AGENCIA CORINTHIANS

Como de costume, Abel Braga escalou o Fluminense com cinco defensores e ainda teve, sem a bola, uma segunda linha com quatro jogadores. Diante de uma equipe rival tão cautelosa, o Corinthians de Carille teve muitas dificuldades em encontrar espaços e ameaçar o goleiro Júlio César. O gol de Rodriguinho, no finzinho da etapa inicial, foi a única finalização certa dos corintianos em 45 minutos. Na etapa final, mais problemas em concluir, e só mais uma finalização no alvo. Para a sorte do time da casa, Rodriguinho acertou as duas. 

Desfalque na defesa tricolor

Revelação do Flu na atual temporada, o zagueiro Ibañez só esteve em campo por 23 minutos. Depois de sofrer uma pancada na perna, ele acabou substituído pelo também jovem Frazan.

Gol na reta final do 1º tempo

Com mais posse de bola, o Corinthians conseguiu abrir o placar depois de arriscar muitos chutes de fora da área. Depois de uma boa jogada de Romero pela direita, que abriu espaço e cruzou para  área, Romero subiu mais que a zaga do Fluminense, desviou a bola e fez 1 a 0. 

Flu empata no início da etapa final


Não demorou muito para o Fluminense chegar ao empate em Itaquera. Logo aos três minutos do segundo tempo, Richard, quase na pequena área, chutou forte e venceu Cássio. O lance começou com um arremesso lateral e uma falha do sistema defensivo corintiano.

Corinthians chega ao gol da vitória no fim

Com apenas uma finalização em 85 minutos de jogo, o Corinthians conseguiu passar à frente do Fluminense novamente com Rodriguinho. Com assistência de Sheik, que recebeu de Maycon pela esquerda, o camisa 26 finalizou de frente para gol e mandou a bola para a rede.

Suor e patrocínio

Daniel Vorley/AGIF

O Corinthians entrou em campo com um patrocínio pontual no principal espaço do uniforme. Mas ele só apareceu à medida que o suor dos jogadores entrou em contato com o tecido da camisa. Aos poucos, a marca Omo pôde ser vista - a estratégia não deu certo com alguns jogadores, que entraram em campo com outra camisa por baixo do uniforme. Na etapa final, os atletas voltaram com peças normais.

Nova dupla de volantes

Daniel Vorley/AGIF

Gabriel e Maycon foram os titulares durante boa parte de 2017 e também do último Paulistão, mas o início do Brasileiro é marcado por uma nova dupla de volantes. Ralf, que atuou como titular em três das seis partidas da reta final do Estadual, foi definido novamente na equipe principal, enquanto Gabriel ficou no banco. Já Maycon, que tem negócio alinhavado para ir ao Shakhtar em junho, foi substituído por Renê.

Ingressos mais caros. Menos público em Itaquera

Com média de 40.007 pagantes por jogo no último Brasileiro, o Corinthians começou a atual edição com números mais baixos. A estreia contra o Fluminense recebeu 28.777, o que pode ter relação com o aumento de preços normalmente praticados na Arena para a Série A. Os ingressos mais baratos foram de R$ 104, no setor Leste. Já na Oeste inferior, cada entrada custou R$ 228. O tempo ruim e a transmissão da partida na tv aberta também contribuíram para o número abaixo do habitual.

Jadson é preparado para jogar na Argentina

Titular na finalíssima do Paulistão, mas ainda sem 100% de condições, Jadson foi preservado por Carille da partida contra o Fluminense. Ele chegou a atuar em treinamentos da última semana, mas a comissão técnica decidiu por dar mais atividades ao meia para um compromisso mais importante. Quarta-feira, em duelo contra o Independiente-ARG pela Copa Libertadores, o camisa 10 deve voltar ao time.

Volta olímpica, enfim

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Uma semana depois de conquistar o Campeonato Paulista em pleno Allianz Parque, o Corinthians enfim deu a volta olímpica com a taça. Após o apito final, jogadores celebraram a conquista no gramado da Arena Corinthians. 

Festa no gramado


Trinta minutos antes do apito inicial da partida, bailarinas e bailarinos fizeram uma dança típica da Rússia no centro do gramado da Arena Corinthians, que foi palco da abertura da última Copa do Mundo. A cerimônia ainda contou com um show da dupla sertaneja Marcos e Belutti.

Até Marcelinho apareceu

Daniel Vorley/AGIF

Bicampeão brasileiro pelo Corinthians em 1998 e 1999, o ex-meio-campista Marcelinho Carioca subiu ao campo da Arena com a taça do Brasileirão 2017 nas mãos. O time atual busca repetir a façanha da equipe comandada por Marcelinho há 19 anos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 1 FLUMINENSE

Data: 15 de abril de 2018, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (1ª rodada)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 28.777 pagantes (total: 29.063)
Renda: R$ 1.372.018,07
Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade (ambos do RS)
Cartões amarelos: não teve

Gols: Rodriguinho, aos 45 minutos do primeiro tempo, e Richard, aos três, e Rodriguinho, aos 41 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Renê Júnior (Maycon); Romero (Pedrinho), Rodriguinho, Mateus Vital (Emerson Sheik) e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

FLUMINENSE: Júlio César; Renato Chaves (Marcos Júnior), Gum e Ibañez (Frazan); Gilberto, Jadson, Richard, Sornoza e Ayrton Lucas; Pablo Dyego e Pedro (João Carlos). Técnico: Abel Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos