Inter retorna à Série A contra técnico demitido a dois pontos do acesso

  • Ricardo Rímoli/AGIF

    Guto Ferreira treinou o Internacional em 2017, mas foi demitido às vésperas do acesso

    Guto Ferreira treinou o Internacional em 2017, mas foi demitido às vésperas do acesso

O Inter volta à Série A neste domingo (15). A partir das 16h (de Brasília) o Colorado revê um velho conhecido. O técnico Guto Ferreira, do Bahia, comandou o time vermelho por boa parte da trajetória na segunda divisão e foi demitido a dois pontos do acesso.

Guto assumiu o Inter na terceira rodada da segunda divisão. Era junho de 2017 e o Colorado via um começo claudicante com Antonio Carlos Zago. Tinha perdido o Estadual para o Novo Hamburgo e o início da Série B apresentava uma vitória, um empate e uma derrota. Pouco para as pretensões de 'não passar percalços' na competição.

Mas não houve mudança real. O Inter demorou para engrenar, ficou muitas rodadas fora do G-4, entrou de vez na segunda metade da competição, mas faltando cinco rodadas ainda precisava de três pontos para subir.

Tanto que depois da partida contra o CRB, na rodada 34, a direção reuniu-se com Guto Ferreira e optou pela demissão. O empate deixava o Inter a dois pontos do acesso matemático, que veio com Odair Hellmann, então auxiliar e hoje técnico do time, diante do Oeste dois jogos mais tarde.

"A gente vai encontrar o Guto, tenho maior respeito a ele como pessoa e profissional. Fez um bom trabalho aqui, deu seu melhor até o momento que a direção resolveu trocar. Mas o Guto, tanto como André (Luiz), que é o auxiliar, a comissão técnica, fizeram um bom trabalho aqui. Tem uma história no clube, temos um total respeito a ele, sabemos da capacidade dele de armar as equipes. Ele vai querer ganhar o jogo, e mesmo conhecendo a pessoa e o treinador, pode mudar a estratégia e situações dentro do jogo. Temos é que ter o maior respeito por isso", afirmou Odair.

Mudou muito ou mudou pouco?

Em relação ao time de Guto Ferreira, o Inter mudou bastante a nominata, mas usa ainda a mesma formação. Depois de flertar com o 4-2-3-1, o time vermelho retornou ao 4-1-4-1 utilizado pelo atual comandante do Bahia. As alterações mais evidentes são no posicionamento e nas peças.

Com Guto Ferreira, o Inter marcava mais atrás e não agredia tanto o adversário no campo oponente. D'Alessandro atuava centralizado com mais funções defensivas, diferente do que faz hoje.

O time base de Guto Ferreira no Inter tinha: Danilo Fernandes; Claudio Winck, Klaus, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, D'Alessandro, William Pottker e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Em relação ao Inter ideal de Odair hoje, Fabiano é o lateral direito, Iago o esquerdo, D'Alessandro sai do centro e vai para a ponta esquerda e no lugar de Sasha entra Patrick. No ataque, Damião, em condições, é titular. Neste domingo joga Pottker na frente com Rossi na direita.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X BAHIA

Data e hora: 15/04/2018 (domingo), às 16h (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, D'Alesssandro e Rossi; Pottker
Técnico: Odair Hellmann

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Tiago, Douglas Grolli e Léo; Gregore, Elton, Vinícius, Marco Antônio e Zé Rafael; Edigar : Junio
Técnico: Guto Ferreira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos