Técnico do Atlético dispara contra juiz por pênalti em revés: "Erro claro"

Do UOL, em Belo Horizonte

Thiago Larghi não tem dúvidas: a arbitragem foi preponderante para a derrota por 2 a 1 do Atlético-MG para o Vasco na estreia do Campeonato Brasileiro. O treinador interino crê que o juiz André Luiz de Freitas Castro errou ao marcar pênalti para o rival nos acréscimos do segundo tempo.

Substituto de Oswaldo de Oliveira, demitido em fevereiro, Larghi acredita que a dividida entre Bremer e Rildo não gerou uma penalidade. O técnico aponta o lance como um equívoco do juiz goiano.

"Espero que a Comissão de Arbitragem veja isso. Ficou muito claro, o jogador tem histórico de cai-cai. Ele simula um pênalti, teve efeito suspensivo para jogar... Mas aí é questão da diretoria e da Comissão de Arbitragem", disse Larghi.

"Uma derrota, o time se aplicou bem a partida toda e veio com um erro claro da arbitragem. Um contra-ataque nosso, não deveríamos perder. Mas fizeram o gol num lance que não existiu", acrescentou, referindo-se ao erro de Róger Guedes em contra-ataque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos