Edenílson dispara contra pressão no Inter: "Se fala que somos rebaixados"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Edenílson discorda das colocações atribuídas à imprensa sobre a situação do Inter

    Edenílson discorda das colocações atribuídas à imprensa sobre a situação do Inter

Edenílson rejeita pressão no Inter pela eliminação prematura na Copa do Brasil. Em entrevista coletiva após o treinamento deste sábado (21), o jogador disparou contra colocações que apontam o Inter na parte de baixo da tabela do Brasileiro.

"Sabemos que hoje para todos somos uma equipe já rebaixada, por essa eliminação, pelo que se fala. Se fala que somos um time já rebaixado. Mas para nós aqui dentro isso não entra, confiamos no trabalho, no grupo, e vamos buscar fazer o melhor", disse sem se referir a quem.

Com a insistência dos jornalistas no tema, Edenílson seguiu argumentando contra a imprensa e até contra o árbitro do jogo de volta diante do Vitória na Copa do Brasil. O gol dos baianos saiu em um pênalti cometido por Iago, que levou a decisão para as cobranças e o Rubro-Negro às oitavas de final.

"Falei o que todo mundo fala. A imprensa, quando se cogita quem vai cair, o Inter está sempre ali. Mas não deixamos entrar. Isso é externo, nosso time joga contra isso, na Copa do Brasil jogou contra arbitragem e não foi falado. Confiamos no trabalho e vamos atrás de nosso melhor", disse. "Não sei se o momento é delicado ou não. Uma eliminação pesa bastante. Mas temos que virar a página logo. Se pegar o retrospecto, vínhamos de três vitórias seguidas. Não chega a ser um momento delicado. No Brasileirão estreamos com vitória, então é dar continuidade no que vínhamos fazendo. Tentar esquecer este jogo do Vitória que realmente não conseguimos fazer o que tinha em mente", completou. 

Diante do Palmeiras, no domingo, Edenílson será lateral direito. Isso porque Fabiano, titular da função, pertence ao alviverde e está emprestado ao Colorado. Portanto, havia uma multa fixada para atuação dele na partida.

"Não há motivo para desespero. Dói, ficamos chateados também (com a queda na Copa do Brasil), sabemos que faz parte do futebol ganhar ou perder. Todo mundo sabia que a Copa do Brasil era um objetivo nosso. O torcedor já está frustrado há algum tempo pelo histórico recente do Inter, mas é normal, estamos num processo de evolução como time, grupo, equipe. Ainda temos jogadores chegando. Não podemos nos amarrar sempre a isso. O Brasileirão é nossa única chance de demonstrar valor e salvar o ano", finalizou.

O duelo da segunda rodada do Brasileiro começa às 16h (de Brasília) em São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos