Topo

Esporte


Na despedida de Julio Cesar, Flamengo vence América-MG com dois de Dourado

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/04/2018 20h53

A noite deste sábado (21) era especial para Julio Cesar. Depois de retornar ao Flamengo no início deste ano com o objetivo de se aposentar pelo clube que o revelou em 1997, o veterano goleiro de 38 anos fez, contra o América-MG, a última partida dele como profissional. Em um Maracanã com 52.106 pessoas, o time rubro-negro bateu a equipe mineira por 2 a 0, amenizou a pressão da torcida e fez a festa na despedida do ex-jogador da seleção brasileira com a vitória na 2ª rodada do Campeonato Brasileiro - Henrique Dourado marcou os dois gols do jogo.

O Flamengo se viu pressionado pela torcida depois da perda do título carioca e das más atuações recentes. A equipe faz campanha irregular na Libertadores e só empatou na estreia do Brasileiro com o Vitória. Já o América-MG fez 3 a 0 no Sport na 1ª rodada.

Porém, com o triunfo deste sábado no Maracanã, o clube rubro-negro chega aos quatro pontos e ocupa a liderança provisória, mas pode cair na tabela até o final da 2ª rodada, enquanto o time mineiro é o quarto com três pontos.

O Flamengo agora se prepara para o duelo da próxima quarta-feira, quando visita o Independiente Santa Fe na 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores. Já no domingo seguinte, a equipe joga fora de casa contra o Ceará na sequência do Brasileirão. Um dia depois, na segunda-feira, o América-MG recebe o Vitória no Independência.

O melhor: Henrique Dourado

Thiago Ribeiro/AGIF
Henrique Dourado marcou duas vezes no primeiro tempo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

O atacante até marcou na última partida, contra o Santa Fe, mas foi um dos nomes vaiados pela torcida no Maracanã durante a escalação do jogo deste sábado. Porém, o centroavante tratou de “fazer as pazes” com o torcedor da melhor maneira: marcando gols. Foi dele as duas bolas na rede do duelo contra o América-MG, com direito a pênalti convertido após sofrer falta dentro da área.

O pior: Willian Arão

O volante foi escalado pelo técnico Maurício Barbieri como titular, mas não foi bem dentro de campo, errou muitos passes e viu o América-MG pressionar bastante no segundo tempo. O volante continuou em campo até o final, mas poderia ter sido substituído no segundo tempo.

Fla pressiona no começo

Os donos da casa começaram melhor no jogo e criaram as chances mais perigosas no ataque. Paquetá tentou de cabeça no começo, e Cuéllar arriscou de longe e mandou para fora. Porém, depois, o América-MG conseguiu organizar a defesa e dificultou as investidas do ataque flamenguista enquanto deu.

Dourado abre o placar

Criticado e vaiado pela torcida antes do início do jogo, Henrique Dourado abriu o placar aos 28 minutos da etapa inicial. Vinicius Junior cruzou da esquerda, a bola passou por toda a zaga do time mineiro e encontrou o centroavante, que completou com a perna direita para o gol no segundo pau.

Pênalti e 2 a 0

Pouco depois, o mesmo Henrqiue Dourado foi derrubado dentro da área pelo goleiro Jory. Primeiramente, o árbitro Leandro Bizzio Marinho só apontou tiro de meta, mas depois marcou o pênalti orientado pelo auxiliar atrás do gol. Dourado cobrou com perfeição, deslocou Jory e fez o segundo dele na partida.

Torcida faz festa com defesa de Julio Cesar

Julio Cesar apareceu pela primeira vez no jogo aos 22 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, o goleiro socou a bola para fora da área e, na sequência, espalmou chute de primeira de Carlinhos, o que fez o torcedor no Maracanã vibrar.

Trave salva Julio Cesar

Quando a partida já estava 2 a 0, o América-MG não descontou por pouco. Nos minutos finais do primeiro tempo, Aylon chutou de muito longe, a bola desviou em Renê e encobriu Julio Cesar, mas bateu no travessão. O goleiro do Flamengo caiu de mau jeito ao tentar fazer a defesa e precisou de atendimento no punho direito, mas seguiu normalmente na partida. O camisa 12 voltou a ser atendido na etapa final, desta vez com câimbras na panturrilha, mas deu risada do episódio.

América-MG assusta no 2º tempo

Na volta do intervalo, os visitantes procuraram mais o jogo e chegaram a assustar o Flamengo no começo do segundo tempo. Primeiro, Julio Cesar defendeu cabeçada de Rafael Moura. Na sequência, o goleiro só torceu para que outra cabeçada, desta vez de Serginho, saísse pela linha de fundo. Depois, Juninho dominou dentro da área e bateu para fora, de novo assustando o gol carioca.

Julio Cesar salva no fim

Thiago Ribeiro/AGIF
Julio Cesar salvou o Flamengo nos minutos finais Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Nos minutos finais do segundo tempo, o goleiro apareceu duas vezes e salvou o Flamengo. Ele espalmou chute de longe de Carlinhos aos 40 minutos e depois defendeu cabeçada de Juninho após cobrança de escanteio.

Julio Cesar recebe homenagens

Thiago Ribeiro/AGIF
Julio Cesar foi homenageado antes do início do jogo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Como já era esperado, Julio Cesar recebeu homenagens antes da bola rolar no Macaranã. Na beira do gramado, ele foi presenteado uma placa do clube rubro-negro e se emocionou ao falar para a torcida acompanhado dos filhos Cauet e Giulia, que, junto com a esposa SuSana Werner, deixaram Portugal e vieram ao Brasil justamente para a despedida do pai. Antes do jogo, o goleiro também foi homenageado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Copos especiais

Quem compareceu ao Maracanã também pôde comprar copos especiais com imagens antigas e atuais de Julio Cesar. O copo ainda traz a lista com todos os títulos conquistados pelo goleiro com a camisa rubro-negra.

Torcida protesta antes do jogo

Apesar do clima festivo pela despedida de Julio Cesar, a torcida do Flamengo arrumou espaço para protestar. Assim que os jogadores rubro-negros entraram em campo para aquecer, torcedores entoaram gritos de “time sem vergonha”, “queremos raça” e xingamentos ao presidente Eduardo Bandeira de Mello. Depois, foi a vez dos gritos de “não é mole, não. Para jogar no Mengo, tem que ter disposição”. Já no segundo tempo, o técnico Maurício Barbieri foi chamado de burro após trocar Vinicius Junior por Jonas quando o placar estava 2 a 0.

FLAMENGO 2 X 0 AMÉRICA-MG

Data/hora: 21/04/2018, às 19h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Público pagante: 47.175
Público presente: 52.106
Renda: R$ 1.641.395,00
Cartões amarelos: Geuvânio (Fla); Rafael Lima (América)
Gols: Henrique Dourado, aos 28, e aos 35 min do 1º tempo

Flamengo
Júlio César; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá (Jean Lucas), Geuvânio (Marlos Moreno) e Vinicius Júnior (Jonas); Henrique Dourado
Técnico: Maurício Barbieri

América-MG
Jory; Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Christian (Leandro Donizete), Juninho e Serginho; Luan (Marquinhos), Aylon (Capixaba) e Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

Mais Esporte