4º pior mandante de 2017, Atlético tenta resgatar força em estreia no Horto

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Pedro Souza/Clube Atlético Mineiro

    Força do Horto não é mais a mesma e Atlético tenta resgatar a mística do caldeirão

    Força do Horto não é mais a mesma e Atlético tenta resgatar a mística do caldeirão

Neste domingo, o Atlético-MG vai fazer seu primeiro jogo dentro de casa no Brasileirão. Acostumado a assustar seus adversários jogando no Horto, o clube mineiro não receberá o Vitória com a mesma badalação dos últimos anos. Em 2017, a equipe alvinegra foi a quarta pior como mandante no campeonato e quer apagar a campanha ruim que decepcionou o torcedor. Mas isso não significa que o time sofrerá mudanças táticas ou adotará uma postura menos ousada em campo. A ordem é seguir a tradição do clube e ir para cima para voltar a fazer do Independência o caldeirão temido de outrora.

Para tentar recupera a mística do Horto, ninguém melhor que o Vitória, adversário que foi uma pedra no sapato atleticano no último ano. Em 2017, o Leão venceu as partidas do turno e returno. Em Salvador, o Galo foi irreconhecível e caiu por 2 a 0 no Barradão, mesmo com jogadores como Fred e Robinho em campo. Em Belo Horizonte, a história se repetiu e o Atlético perdeu de novo, dessa vez por 3 a 1, ocasionando a demissão do então técnico Rogério Micale. Mesmo ciente dos perigos, Thiago Larghi não pretende mandar uma equipe cautelosa neste domingo.

"A gente está muito concentrado, temos que criar os espaços, impor nosso jogo e jogar para frente de modo inteligente e usando a qualidade que temos. Isso exige físico e mental, os jogadores sabem disso, estão se preparando bem para que essa sequência seja boa", comentou o treinador.

Diferente dos anos anteriores, no Brasileirão de 2017 o Atlético apresentou um forte desempenho longe dos seus domínios, mas deixou muito a desejar quando atuou como mandante. Longe de BH, a equipe fez 29 pontos e só ficou atrás do campeão Corinthians, que fez 31 como visitante. Por outro lado, jogando no Independência, o Galo somou apenas 25 dos 57 disputados.

Apesar da classificação no meio de semana pela Copa do Brasil, a equipe atleticana convive com momentos de pressão da torcida. Sem vencer há quatro jogos, o time caiu de rendimento e não agradou nas últimas partidas. Além disso, um desfecho positivo no domingo representará os primeiros três pontos no Brasileiro depois do revés de virada sofrido na primeira rodada contra o Vasco.

"Faz parte do futebol, há duas semanas nós chegamos a cinco vitórias seguidas, algo que há mais de um ano o time não conseguia. É uma situação pontual, mas já estamos concentrados para fazer um grande jogo e conseguir os primeiros três primeiros pontos", finalizou Larghi.

ATLÉTICO-MG x VITÓRIA

Motivo: 2ª rodada, Brasileirão 2018
Data/Hora: 21/04/2018, às 16h
Local: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha - RJ (CBF)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa - RJ (FIFA) e João Luiz Coelho de Albuquerque - RJ (CBF)

ATLÉTICO-MG: Victor; Patric, Gabriel, Bremer e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco; Otero, Luan e Róger Guedes; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

VITÓRIA: Caíque; Rodrigo Andrade, Kanu, Ramon Menezes e Juninho; William Farias e Uilliam Correia; Yago, Neílton e Rhayner; Denílson. Técnico: Vágner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos