Renato Gaúcho: "O Brasil todo tem que aplaudir esta partida"

Do UOL, em Porto Alegre

O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, elogiou seu time e a partida contra o Atlético-PR neste domingo (22). O empate em 0 a 0, segundo ele, deve ser aplaudido por todo país. 

"Não me preocupa nem um pouco. Estaria preocupado se meu time estivesse jogando mal. O Brasil todo e vocês da imprensa tem que aplaudir essa partida. Já dei os parabéns para minha equipe. O Grêmio não vai ganhar todos os jogos, vai encontrar adversários duros. Um belo trabalho do Fernando Diniz no Atlético-PR. Foi um belo jogo. Tivemos as chances, a bola não quis entrar. Mas eu tenho certeza que quem gosta de futebol e viu essa partida de hoje, independente do clube que torce, acho que ficou bastante feliz porque viu uma belíssima partida de futebol. Os dois times tentando o gol. Criamos as melhores oportunidades principalmente no primeiro tempo. A bola não quis entrar. Estou é muito feliz pelo que a minha equipe apresentou hoje. É assim que eu gosto e é assim que vai ser. Só faltou o gol. Mas não é porque a bola não entrou que vou deixar de parabenizar o grupo e o torcedor que aplaudiu no fim do jogo", disse. "Eu vi muitos jogos e este, disparado, foi o melhor jogo do campeonato", completou.

O duelo, mesmo sem gols, teve duas equipes que brigaram pela posse de bola e atacaram bastante. O Grêmio criou ao menos quatro oportunidades evidentes de gol e não conseguiu marcar. O Atlético-PR, por sua vez, respondeu algumas vezes e acabou com 10 após a expulsão de Camacho. 

"Todo mundo quer ganhar do Grêmio. É o campeão da Libertadores, Recopa, Copa do Brasil, Estadual. Eu estaria preocupado se o Grêmio não estivesse jogando bem, não tivesse criado. Principalmente no primeiro tempo foi uma aula de futebol. Este futebol envolvente que o Grêmio vem apresentando, nem sempre vai ganhar. Todos dão a vida contra o Grêmio, mas estamos maduros e preparados para isso", completou. 

Com quatro pontos, o Grêmio está entre os primeiros da classificação. E Renato Gaúcho ainda aproveitou para alfinetar o Inter ao citar a intensidade do jogo e o desgaste de seu grupo. "Tem times que vão jogar domingo a domingo, daí é mole, quero ver jogar a cada três dias", disse sem citar que o Inter, eliminado da Copa do Brasil na última quinta, vive esta situação. 

O Grêmio encara o Botafogo no próximo sábado. Antes, porém, terá pela frente o Goiás pela Copa do Brasil. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos