Em jogo polêmico, Atlético-MG vence e tira invencibilidade do Corinthians

Do UOL, em São Paulo

Em jogo marcado por polêmicas da arbitragem, o Atlético-MG bateu o Corinthians por 1 a 0 neste domingo, no Independência, e derrubou a invencibilidade do time paulista no Campeonato Brasileiro. Os donos da casa se revoltaram com um gol anulado de Roger Guedes no primeiro tempo, que teve uma demora de dois minutos na consulta do juiz ao auxiliar antes de mudar a decisão, marcando um toque na mão de Ricardo Oliveira no início da jogada. Mas o mesmo Roger Guedes marcou aos 41 da etapa final, desta vez para desespero dos visitantes, que pediram falta no lance.

Com o resultado, a equipe mineira aparece momentaneamente na terceira colocação, uma abaixo do rival desta tarde, que soma a mesma pontuação após ter sido o único a vencer nas duas primeiras rodadas.

O Atlético-MG terá novamente um paulista pela frente no próximo sábado, quando encara o São Paulo no Morumbi, Antes, porém, recebe a Chapecoense nesta quarta-feira pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Já o Corinthians agora se concentra na Copa Libertadores. Também na quarta, o time enfrenta o Independiente em Itaquera. Pelo torneio nacional, o compromisso será domingo, novamente em casa, diante do Ceará. 

Os melhores: Cássio e Otero fazem bom duelo

O goleiro corintiano e o meia venezuelano foram os destaques individuais da partida e fizeram um interessante embate particular. No primeiro tempo, Otero acertou a trave em cobrança de falta. Na etapa final, obrigou o rival a fazer boa defesa em outro chute de longe. Teve até espaço para provocação, quando o atleticano tentou encobrir Cássio quase do meio-campo, errou o alvo e ainda viu o goleiro fazer sinal de negativo com as mãos. 

O pior: Clayson sofre em ataque inoperante

O Corinthians fez uma partida bem discreta para quem entrou em campo com status de líder do campeonato. Foram 90 minutos de pouca criatividade e nenhuma chance de perigo. Sobrou para Clayson, que, pouco acionado, deu lugar a Emerson Sheik ainda no intervalo. A defesa alvinegra, por outro lado, ficou a poucos minutos de completar o quarto jogo seguido (todos fora de casa) sem ser vazada. 

Diante de Tite, Fagner se lesiona

O técnico Tite foi ao Horto assistir ao embate entre dois de seus ex-clubes. Mas Fagner, um dos "selecionáveis" em campo, jogou por apenas 10 minutos. O lateral direito corintiano sentiu a coxa após disputa com Roger Guedes e deu lugar a Mantuan. 

Muita polêmica

O paraense Dewson Fernando Freitas da Silva teve uma tarde difícil de trabalho no Horto. No lance mais polêmico da partida, Ricardo Oliveira acertou a trave aos 37 minutos do primeiro tempo e Roger Guedes estufou as redes no rebote, mas o árbitro, após consultar o auxiliar atrás do gol, anulou o lance após dois minutos, apontando toque de mão do camisa 9, que acabou desviando a trajetória da bola. A demora para a resolução do lance acabou revoltando os donos da casa. 

E teve mais reclamação: O Corinthians pediu pênalti de Patric em cima de Maycon no primeiro tempo. Na etapa final, foi Ricardo Oliveira quem ficou na bronca, alegando que foi derrubado por Balbuena na área. Para completar, o gol que definiu a partida também deu margem para dúvida. 

Sufoco até o fim

O Galo teve muito mais chances ao longo dos 90 minutos, Além dos chutes venenosos de Otero, Cássio teve que trabalhar em finalizações de Luan e cara a cara com Ricardo Oliveira. A dez minutos do fim, Gustavo Blanco acertou o travessão corintiano.

Aos 41 minutos do segundo tempo, enfim, o Horto explodiu. Patric cruzou e Roger Guedes ganhou de Mantuan para desviar para as redes de peito. Como não poderia deixar de ser, teve reclamação. Os corintianos pediram falta do ex-palmeirense no lance. Desta vez, a arbitragem validou. 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 29 de abril de 2018 (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Helcio Araujo Neves e Heronildo Freitas da Silva (ambos do PA)
Cartões amarelos: Roger Guedes, Ricardo Oliveira, Adilson (Atlético-MG). Gabriel, Romero, Maycon (Corinthians)
Cartão vermelho: Não houve

Gol: Roger Guedes, aos 41 minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Bremer (Elias), Gabriel e Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Luan (Alerrandro) e Otero; Roger Guedes e Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Mantuan), Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Romero, Mateus Vital, Rodriguinho (Marquinhos Gabriel) e Clayson (Emerson Sheik)
Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos