Carille critica arbitragem após derrota e pede mais rapidez em decisões

Do UOL, em São Paulo

O técnico Fábio Carille criticou a arbitragem comandada por Dewson Fernando Freitas da Silva depois da derrota por 1 a 0 do Corinthians para o Atlético-MG neste domingo, no Independência, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. 

Mesmo sem analisar especificamente os dois lances mais polêmicos da partida (gol anulado de Roger Guedes no primeiro tempo e validado no segundo), o treinador deixou clara sua insatisfação com o juiz paraense em entrevista coletiva.

"Ele se atrapalhou. Em um lance do Gabriel, a informação que tenho é que não foi falta e virou uma bola parada. Não gostei da arbitragem. Sou sincero no que eu falo. Ele deu um pé alto contra nós, depois não deu a favor. Não foi criterioso para os dois lados", afirmou Carille, antes de ressaltar: "Mas isso não quer dizer que tenha determinado o resultado. A arbitragem não tira o brilho da vitória do Atlético". 

Roger Guedes teria aberto o placar da partida aos 37 minutos do primeiro tempo, mas o árbitro, após consultar o auxiliar atrás do gol, apontou toque de mão de Ricardo Oliveira na jogada (veja no vídeo acima). Foram dois minutos de indecisão até Dewson anular o lance e revoltar os donos da casa. Já aos 41 minutos da etapa final, o mesmo Roger Guedes completou de peito para as redes após cruzamento de Patric - corintianos pediram falta do atacante em Mantuan.

 "O lance do gol anulado eu não vi mão, estava do banco, no gol eu também não vi. Eu já gosto de vir logo para dar a coletiva, então não tenho nada para falar dois dois lances", disse Carille, acrescentando, porém, que a polêmica poderia ter sido menor no lance do primeiro tempo se os árbitros tomassem com mais rapidez as decisões.

"Tem que ser mais rápido, já passa a informação se é mão ou não é e segue. Mas fica demora, vem jogador em cima do juiz, vem jogador em cima do quarto árbitro... E o negócio não anda. Eles têm que tomar a decisão mais rápida. Se não fica esse rolo e ele acaba perdendo a mão do jogo. Tem que definir logo e não deixar o jogo tão parado", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos