Zagueiro do Palmeiras reclama de gol anulado no fim: "eu estava na linha"

Do UOL, em São Paulo

Um lance já aos 49min do segundo tempo poderia ter mudado a história do jogo entre Palmeiras e Chapecoense, neste domingo (29), no Allianz Parque, não fosse a marcação de impedimento do assistente no gol de cabeça de Antônio Carlos. Após o apito final, o próprio zagueiro deu sua percepção sobre o lance: não estava impedido.

"Ele [assistente] demorou para dar um passo para dentro e falou que eu estava impedido. Tenho quase certeza que estava na linha e fiz o gol", disse Antônio Carlos.

"O bandeira chegou e disse que tinha convicção que eu estava impedido. Isso está virando constante, não é a primeira vez que anulam o nosso gol. Isso deixa a gente triste. A gente planeja e martela o adversário, quando faz o gol legal ele não vale", reclamou o zagueiro.

Já aos 49min, no último lance da partida, Dudu cruzou para a área e Antônio Carlos cabeceou para as redes. O assistente, porém, levantou a bandeira e anulou o gol que poderia dar a vitória ao Palmeiras.

Com o empate, o Palmeiras foi aos cinco pontos e ficou com a sexta colocação do Campeonato Brasileiro. O time agora esquece o Nacional para voltar a se preocupar com a Libertadores: na quinta, visita o Alianza Lima no Peru, pela quinta rodada da fase de grupos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos