América-MG festeja 106 anos com cerveja de graça e triunfo sobre o Vitória

Do UOL, em Belo Horizonte

.O Estádio Independência recebeu um bom público na noite desta segunda-feira. E os torcedores presentes não se arrependeram, já que o América-MG bateu o Vitória por 2 a 1, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. O segundo triunfo na competição coloca o Coelho na terceira colocação, abaixo apenas de Flamengo e Corinthians.

E a comemoração foi com muita cerveja e por conta do clube. O América completa 106 anos de fundação neste 30 de abril. Por isso, parte da festa foi bancada pela diretoria alviverde, que distribuiu 4 mil latas de cerveja, além de brindes, como copos personalizados do América.

Serginho conduz o bom começo do América

Emprestado pelo Santos, o meia Serginho tem sido um verdadeiro maestro para o América. Novamente o camisa 10 foi o destaque da equipe mineira, assim como aconteceu na primeira rodada, quando marcou dois gols no triunfo por 3 a 0 sobre o Sport. Serginho não fez gol dessa vez, mas foi dele os passes para os dois gols do América diante do Vitória.

Lei do ex entrou em ação no Horto

Jogador com bastante rodagem no futebol brasileiro, o ataque Marquinhos foi revelado pelo Vitória, em 2008. Uma década depois, e com a camisa do América, o jogador anotou um gol na equipe baiana. Foi de Marquinhos o primeiro gol do time mineiro, logo aos sete minutos do primeiro tempo. A lei do ex foi bastante comemorada no perfil do América no Twitter.

Neílton dá chapéu e caneta

Jogador de ótimo drible, Neílton teve atuação apagada diante do América. Mesmo com participação discreta, o camisa 10 do Vitória não deixou de mostrar seu talento. Com diferença de poucos segundos o atacante do Leão aplicou um chapéu no zagueiro Rafael Lima e deu uma caneta em Leandro Donizete. O volante não deixou barato e parou a jogada com falta.

Vitória muda a postura na etapa final

Presa fácil para o América no primeiro tempo, o Vitória se mostrou uma equipe totalmente diferente no segundo tempo. A equipe visitante criou mais oportunidades do que os mandantes, colocando a defesa do América e o goleiro Jori para trabalhar. Uma das grandes oportunidades foi aos 24 minutos, quando Wallyson acertou o travessão.

Gol e expulsão deixam clima apreensivo no Horto

Apesar das chances criadas pelo Vitória, o América conseguia levar perigo ao gol de Caíque nos contra-ataques e parecia caminhar para uma vitória tranquila. Mas tudo mudou em pouco tempo. Aos 31, o lateral Pedro Botelho diminuiu a vantagem americana, com um gol de cabeça. Aos 36 o volante Leandro Donizete errou um domínio de bola, fez falta e recebeu mais um cartão amarelo. O camisa 5 foi expulso e deixou o Coelho com um jogador a menos, por pouco mais de dez minutos. Apesar da desvantagem em número de jogadores, o América foi quem esteve mais perto de fazer outro gol.

Primeiro triunfo sobre o Vitória na Série A

A partida que colocou o América mais uma vez na zona de classificação para a próxima Copa Libertadores marcou o fim de um tabu. Foi o primeiro triunfo do América sobre o Vitória em jogos válidos pela Série A do Campeonato Brasileiro. Antes do confronto desta noite eram seis encontros, com quatro vitórias da equipe baiana e dois empates.

Cariocas nos caminhos de Coelho e Leão

Na próxima rodada do Brasileirão, América e Vitória vão enfrentar clubes do Rio de Janeiro. No sábado, às 19h, o Coelho visita o Vasco, em São Januário. No dia seguinte, no Barradão, o Vitória recebe o Fluminense, às 16h.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 2 X 1 VITÓRIA

Data: 30 de abril de 2018, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Motivo: 3ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos SP)
Cartões amarelos: Carlinhos (AFC) Ramon (VIT)
Cartão vermelho: Leandro Donizete (AFC)
Gols: Marqunhos aos 7 e Rafael Moura aos 35 minutos do primeiro tempo; Pedro Botelho aos 31 minutos do segundo tempo

AMÉRICA-MG: Jori, Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Juninho, Leandro Donizete e Serginho; Marquinhos (Zé Ricardo, aos 30 do 2º), Aylon (Luan, aos 35 do 2º) e Rafael Moura (Gérson Magrão, aos 46 do 2º).
Técnico: Enderson Moreira.

VITÓRIA: Caíque, José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias (Wallyson, no intervalo), Uillian Correia e Rhayner (Lucas Fernandes, aos 19 do 2º); Yago, Neílton (Guilherme, aos 27 do 2º) e Denilson.
Técnico: Vagner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos