Fluminense aproveita escanteios e vira sobre o Vitória no Barradão

Do UOL, em Santos (SP)

Pelo chão, o Fluminense praticamente não criou no Barradão. Desta forma, o time carioca passou a apostar nas bolas pelo alto para a área do Vitória, e deu certo. Com dois gols provindos de escanteios, um de Pablo Dyego e outro de Gilberto, o Flu conseguiu a virada no segundo tempo e venceu os baianos por 2 a 1 neste domingo (6), em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Fluminense vence a primeira como visitante, chega a sete pontos e assume a sexta colocação da tabela, portanto na zona de classificação para a pré-Libertadores. Já o Vitória segue com apenas um ponto e pode até terminar esta rodada na lanterna da tabela - caso o Paraná vença a Chapecoense nesta segunda-feira.

O Fluminense agora deixa de lado o Campeonato Brasileiro e volta a pensar na Sul-Americana, competição pelo qual enfrenta o Nacional Potosí no segundo duelo da primeira fase, quinta-feira (10), às 21h45, na Bolívia. O Vitória entra em campo no mesmo dia, mas pelas oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Corinthians, às 19h30, no Itaquerão.

Quem foi bem: Pablo Dyego (Fluminense)

Entrou bem na vaga de Marcos Júnior e, além de macar o gol que fez o Flu reagir na partida, deu bastante trabalho à confusa defesa do Vitória.

Quem foi mal: Marcos Júnior (Fluminense)

Lucas Merçon/Fluminense
Praticamente não foi acionado na partida diante da falta de criatividade do Fluminense. Deixou o jogo já no intervalo.

Gilberto se redime de expulsão contra o Cruzeiro

Lucas Merçon/Fluminense
O lateral tricolor deixou o time na mão no jogo contra o Cruzeiro ao ser expulso logo no começo da partida depois de dar uma voadora em Sassá. Neste domingo, após um primeiro tempo ruim, Gilberto cresceu na segunda etapa e conseguiu a redenção no final, com o gol (de cabeça) que deu a vitória ao Fluminense.

Nathan Ribeiro estreia, mas precisa de entrosamento

Depois de uma década no futebol do Catar, o recém-contratado Nathan Ribeiro fez seu primeiro jogo pelo Fluminense dois dias depois de ser apresentado. Mas certamente não foi a estreia que ele esperava. Ainda sem muito entrosamento, falhou (junto com os companheiros de defesa) no gol do Vitória, quando ninguém da zaga acompanhou Neílton.

O jogo do Flu: Faltou criação. Foi na vontade

Lucas Merçon/Fluminense
Pelo chão, o Fluminense não soube o que fazer com a bola - salvo raros momentos - e apresentou muita lentidão para avançar o campo desde o setor defensivo. Foi comum ver os zagueiros trocarem passes no campo de defesa, sem muita objetividade e, por diversas vezes, arriscando-se demais na frente dos jogadores do Vitória. Na etapa final, o time passou a explorar mais as bolas aéreas, e só assim conseguiu ir às redes.

O jogo do Vitória: Time (especialmente a defesa) caiu no 2ºT

No primeiro tempo, o Vitória soube explorar bem os contra-ataques e, principalmente, a jogada pela direita, com Jeferson. Foi assim que conseguiu seu gol, aos 20min de jogo, com Neílton completando cruzamento do lateral no ângulo. Na defesa, vinha sabendo segurar o Flu, mas a história mudou na segunda etapa, especialmente por conta das bolas paradas. Foram dois gols do time carioca após escanteios.

Abel Braga arrisca e se dá bem

Lucas Merçon/Fluminense
Depois de um primeiro tempo abaixo do esperado, Abel Braga arriscou no segundo tempo e sacou um volante (Jadson) para colocar um atacante (Robinho. O volume de jogo aumentou e, em uma bola jogada na área, conseguiu o empate. Pedro achou bem Pablo Dyego, que encheu o pé e contou com desvio para mandar a bola para as redes. O atacante, formado nas categorias de base, entrou no segundo tempo e mostrou estrela, assim como Abel. Pouco depois, foi a vez de Gilberto aproveitar escanteio e mandar de cabeça para as redes.

Vágner Mancini precisa ajeitar a defesa

Depois de um primeiro tempo com o setor defensivo funcionando, o Vitória voltou a vacilar na segunda etapa. Agora, são oito gols em quatro jogos (dois em casa). Vágner Mancini terá trabalho para acertar o que é agora a pior defesa do Brasileirão.

VITÓRIA 1 X 2 FLUMINENSE

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 06/06/2018 (domingo)
Horário: 16h (Brasília)
Árbitro: Rodrigo D´alonso Ferreira (SC-CBF)
Assistentes: Helton Nunes e Alex dos Santos (SC-CBF)
Cartões amarelos: Kanu, Rhayner (Vitória); Jadson (Fluminense)
Público: 6.652 (pagantes), 7.030 (total)
Renda: R$ 66.159,50.
Gols: Neilton, aos 20' do primeiro tempo; Pablo Dyego, aos 27', e Gilberto, aos 40' do segundo tempo

VITÓRIA
Caíque, Jeferson, Kanu, Aderllan (Ramon) e Pedro Botelho; Uillian Correia, Rhayner; Neilton (Alex Baumjohann) e Wallyson; Yago (Luan) e Denílson
Técnico: Vagner Mancini

FLUMINENSE
Júlio César, Renato Chaves, Frasan e Nathan Ribeiro; Gilberto, Richard, Jadson (Robinho), Sornoza e Marlon; Marcos Júnior (Pablo Dyego) e Pedro (Dodi)
Técnico: Abel Braga

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos