"Deu tudo certo em termos de estratégia", diz Odair após empate do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional jogou preferencialmente na defesa. Recuou, firmou barreiras e segurou o Grêmio. O placar de 0 a 0, segundo o técnico Odair Hellmann, não foi o ideal, mas o desempenho agradou em termos táticos.

"Deu tudo certo em termos de estratégia. Não viemos para jogar por uma bola. É diferente ser agressivo na marcação com bloco baixo, médio ou alto. Fomos. Gostaria de parabenizar e levantar uma situação que o grupo de jogadores foi muito comprometido, mesmo com as cobranças. Hoje entregaram tudo que tinham. Quero realçar o comprometimento do grupo. Quem sentiu lesão durante a semana, quem passou mal esta noite, todos se colocaram à disposição para jogar. Tivemos alguns desfalques, todos estão disponíveis. Todos estão na causa do Inter, no objetivo de fazer diferente neste ano. Levamos um ponto, tiramos dois do adversário. E muito mais pela situação de vai ser 7 a 0, 6 a 0, não existe jogo jogado. Cada um tem uma história e a de hoje foi empate. Com muita dedicação e comprometimento dos jogadores", afirmou o comandante.

Segundo o treinador, a fase do Grêmio também esteve presente em campo. A estratégia foi motivada pelo contexto que apontava favoritismo ao adversário. A fase ofensiva, apenas, que não esteve bem.

"Hoje para sairmos com a vitória, fomos muito organizados, agressivos na marcação, fortes, mas quando recuperávamos, conseguimos às vezes fazer a transição, mas em outros momentos erramos o penúltimo e o último passe para criar a chance de gol. Vamos treinar mais. E por tudo que envolvia o clássico, o ponto é muito importante na tabela", disse. "Sempre jogamos para vencer, o Inter não é diferente. Queríamos os três pontos. Não fazendo, fora de casa quando um adversário vem vencendo seus jogos e criando dificuldades aqui, levamos um ponto, tiramos dois do adversário. Mas temos certeza que precisamos fazer os três pontos em casa", completou.

O Internacional enalteceu a atuação defensiva para superar uma semana de protestos. Foram ao menos três contra diferentes alvos nos últimos dias. Uma derrota poderia tornar o ambiente ainda mais complicado.

"Defensivamente fomos muito bem, no primeiro tempo o Grêmio não deu um chute no gol. Temos que evoluir é sair da situação defensiva, quando recupera, e daí precisamos evoluir. Em casa, jogamos duas vezes propondo o jogo, contra Bahia e Cruzeiro. No aspecto de estratégia e tática, fomos muito bem. Tanto que o Grêmio não fez gol. O Grêmio tem muita posse, entrosado, jogadores confiantes. O Grêmio não conseguiu criar no primeiro tempo. O Grêmio é que teve mais dificuldades ofensivas", finalizou.

O Inter chegou aos cinco pontos no Brasileirão. Somou o primeiro contra grandes clubes fora de casa no ano. Na próxima segunda-feira encara a Chapecoense no Beira-Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos