Rodriguinho de novo! Corinthians mantém escrita recente e vence o Palmeiras

Diego Salgado e Leando Miranda

Do UOL, em São Paulo

Deu Corinthians mais uma vez no duelo com o Palmeiras. Pouco mais de um mês depois de conquistar o Campeonato Paulista na final contra o rival, o time do técnico Fábio Carille fez 1 a 0 em Itaquera, neste domingo, pela quinta rodada do Brasileirão. Rodriguinho, novamente, decidiu a partida com um gol no primeiro tempo em uma jogada iniciada por Pedrinho.

A nova vitória do Corinthians amplia a sua superioridade sobre o Palmeiras nos últimos meses. Nos últimos sete confrontos entre as equipes, os corintianos venceram seis - na única derrota, registrada na primeira final do Estadual, o time de Carille conseguiu reverter o placar e erguer a taça. No novo duelo, não houve muita polêmica em relação à arbitragem, tampouco o clima quente dos outros jogos.

Com o resultado em Itaquera, diante de 35 mil torcedores nas arquibancadas, o Corinthians supera o próprio Palmeiras no Brasileirão. O time corintiano soma dez pontos, contra oito do Palmeiras, que perdeu a primeira partida no torneio.

O Corinthians volta a campo na próxima quinta-feira, na Venezuela, para enfrentar o Deportivo Lara, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Já o Palmeiras recebe o Junior Barranquilla no Allianz Parque, também pela competição continental - o duelo será na quarta-feira.

O melhor: Rodriguinho

O camisa 26 mais uma vez mostrou que está em grande fase. Depois de alguns jogos abaixo do normal, Rodriguinho voltou a brilhar justamente contra o Palmeiras - o meia fez gols na final do Paulistão e também na fase de grupos do Estadual. No lance do gol, o camisa 26, artilheiro do Campeonato Brasileiro, empurrou a bola para as redes como um centroavante, quase na pequena área. 

O pior: Thiago Santos

Substituto do suspenso Felipe Melo, o volante palmeirense teve uma atuação fraca na Arena Corinthians. Confundido pela movimentação constante de Jadson e Rodriguinho, deixou espaço constante às suas costas e muitas vezes ficou só correndo atrás da bola no meio-campo. Levou um drible desconcertante de Pedrinho na origem do primeiro gol e ainda perdeu uma chance clara no primeiro tempo, quando acertou a trave, cara a cara com Cássio.

Ale Cabral/AGIF
Thiago Santos perdeu chance de abrir o placar no momento em que o Palmeiras era superior

Corinthians controla, Palmeiras assusta no contragolpe

O jogo começou com o time da casa propondo o jogo e os alviverdes buscando roubar a bola para contra-atacar em velocidade. O Corinthians levou alguns problemas à marcação rival graças à movimentação inteligente de Jadson e Rodriguinho, que arrastavam os defensores palmeirenses pelo campo. Duas finalizações da entrada da área, de Maycon e Gabriel, levaram perigo. Do outro lado, o Palmeiras apostou principalmente na habilidade de Keno, que levou vantagem em vários duelos contra Sidcley, mas pecou no passe final.

Ale Cabral/AGIF
Maycon tenta travar investida de Keno, que foi a principal aposta do Palmeiras no início

Palmeiras acerta a trave

A melhor chance do Palmeiras no primeiro tempo aos 36 minutos. Em um jogada confusa, Keno tocou de cabeça para o meio da área e encontrou Thiago Santos. Em posição de impedimento, o volante, mesmo cara a cara com Cássio e completamente sozinho, acertou a trave de perna direita.

Corinthians faz com Rodriguinho após jogada de Pedrinho

O castigo para o Palmeiras veio no lance seguinte, que começou após uma jogada brilhante de Pedrinho. O camisa 38 passou pelos dois volantes do Palmeiras e abriu espaço rumo à área até tocar para Jadson. O meia esperou a passagem de Maycon, que chegou bem até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Jailson tocou na bola e viu Rodriguinho, de canhota, fazer o gol.

Pedrinho brilha em mais um lance

Pouco depois de armar a jogada do gol corintiano, o jovem Pedrinho protagonizou outro lance de efeito em Itaquera. Encaixotado na linha de fundo, o meia-atacante aplicou um chápeu no lateral esquerdo Diogo Barbosa e levou a torcida alvinegra ao delírio.

Pipa em campo paralisa o jogo no segundo tempo

A partida ficou parada por alguns minutos antes de o Corinthians bater uma falta no campo de ataque por causa de uma pipa que caiu no gramado. O objeto foi retirado e a cobrança levantada na área do Palmeiras não deu em nada.

Daniel Vorley/AGIF
Pipa com o símbolo do Palmeiras sobrevoou a Arena Corinthians durante o dérbi

Corinthians controla o jogo e até assusta

Na etapa final, o Corinthians conseguiu controlar o jogo e até assustar o Palmeiras em alguns lances. O time alviverde, por sua vez, não teve forças para chegar ao ataque. A partir dos 22 minutos, a equipe corintiana passou a ter os contra-ataques e perdeu três gols seguidos: primeiro, com Pedrinho, que vou Jailson fazer boa defesa. Em seguida, Balbuena cabeceou para fora na pequena área. Pouco depois, Rodriguinho perdeu grande chance de ampliar em nova intervenção do goleiro palmeirense.

Daniel Vorley/AGIF
Torcida do Corinthians não realizou mosaico, mas fez festa no dérbi deste domingo

Romero faz graça no fim e irrita palmeirenses

O atacante paraguaio provocou os palmeirenses nos minutos finais, com o placar já em 1 a 0. Após uma bola invertida da direita por Pedrinho, Romero dominou no peito e fez graça, equilibrando a bola na cabeça antes da chegada da marcação. Após o lance, Edu Dracena, Bruno Henrique e outros jogadores alviverdes se irritaram e foram cobrar o camisa 11 corintiano. Já a torcida na Arena Corinthians foi à loucura e gritou o nome de Romero em coro.

Terceira trave do Palmeiras já no fim

Em cruzamento de Dudu, Antônio Carlos subiu mais alto que a defesa do Corinthians e acertou a terceira bola do Palmeiras na trave no dérbi. O goleiro Cássio não teve a mínima reação no lance, e só torceu para não dar nada. O Palmeiras seguiu na pressão nos minutos finais, mas não conseguiu empatar o placar.

Cássio recebe homenagem

Antes de a bola rolar, o goleiro Cássio recebeu uma homenagem da diretoria alvinegra pelos 350 jogos com a camisa corintiana. O arqueiro, que vive a expectativa de ser convocado por Tite para a Copa do Mundo nesta segunda-feira à tarde, recebeu uma placa e uma camisa com o número 350. 

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Goleiro do Corinthians vive a expectativa de ser convocado à Copa nesta segunda-feira

Democracia, enfim, aparece

Depois de ver a Conmebol barrar uma homenagem à Democracia Corinthiana em um jogo da Libertadores, o Corinthians pôde, enfim, atuar com a marca no seu uniforme. A camisa do time ainda trouxe os nomes dos jogadores campeões estaduais de 1983. Maycon, por exemplo, levou o nome de Sócrates às costas. Biro-Biro, Zenon, Casagrande e Wladimir estiveram nos uniformes de Romero, Jadson, Rodriguinho e Sidcley, respectivamente. Os atletas corintianos também entraram em campo com faixas brancas na cabeça, em alusão ao Doutor Sócrates.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 0 PALMEIRAS

Data: 13 de maio de 2018, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (quinta rodada)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 34.967 pagantes (total: 35.246)
Renda: R$ 2.006.830,27
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade (ambos do RS)
Cartões amarelos: Edu Dracena, Borja, Dudu (Palmeiras) e Maycon, Mantuan (Corinthians)

Gol: Rodriguinho, aos 37 minutos do primeiro tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho (Mateus Vital, aos 41/2ºT), Jadson (Roger, aos 38/2ºT), Rodriguinho e Romero (Júnior Dutra, aos 47/2ºT). Técnico: Fábio Carille.

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Tchê Tchê, aos 24/2ºT), Bruno Henrique e Lucas Lima (Guerra, aos 17/2ºT); Keno, Dudu e Borja (Willian, aos 28/2ºT). Técnico: Roger Machado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos