Com D'Ale e Edenílson, Inter trabalha produção ofensiva contra seca de gols

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marinho Saldanha/UOL

    D'Alessandro domina a bola em treinamento do Internacional desta quarta-feira

    D'Alessandro domina a bola em treinamento do Internacional desta quarta-feira

São 480 minutos sem marcar gols. Cinco partidas inteiras e mais 30 minutos do jogo diante do Bahia, único em que o Inter fez no Brasileirão. Por isso, o técnico Odair Hellmann tratou de trabalhar a produção ofensiva no trabalho desta quarta-feira (16). D'Alessandro e Edenílson foram as novidades.

Integrados ao grupo, a dupla que volta de lesão ainda será avaliada, mas deu passo importante para ficarem à disposição no duelo da próxima segunda-feira com a Chapecoense no Beira-Rio.

D'Ale ficou fora do Gre-Nal por conta de um desconforto na coxa esquerda. Já Edenílson não atua desde a partida diante do Cruzeiro por lesão no joelho esquerdo. Ambos treinaram com bola normalmente junto aos demais.

A falta de gols é preocupante no time vermelho. O técnico Odair Hellmann já deixou claro que precisa aprimorar a transição em velocidade nos jogos fora de casa e a conclusão das oportunidades criadas quando o compromisso é em Porto Alegre.

Por isso, a atividade desta quarta foi preferencialmente ofensiva. Sessões de criação de jogadas com poucos jogadores de ataque contra defesa e espaço restrito simulavam o chamado 'último terço do campo', onde se tomam as decisões de conclusão.

A única baixa na atividade foi Fabinho, que se recupera de uma lesão no tornozelo. O jogo contra a Chape ocorre apenas na segunda-feira às 20h (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos