Fluminense acaba com tabu, vence a Chape e assume liderança provisória

Do UOL, em Santos (SP)

O Fluminense é o novo líder (ainda que provisório) do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado (26), em jogo que abriu a sétima rodada, o time comandado por Abel Braga venceu a Chapecoense por 3 a 1 no Maracanã, superou a equipe catarinense pela primeira vez na história da Série A e assumiu a primeira colocação da tabela. Pedro (2), novo artilheiro do Brasileirão, e Marcos Júnior marcaram para os cariocas, enquanto Arthur Caike fez o único gol da Chape.

Porém, a liderança do Flu – que chegou aos 13 pontos – durará apenas algumas horas. Isso porque Atlético-MG (13) e Flamengo (11) se enfrentam às 21h, no estádio Independência, e, independente do resultado, o time tricolor acabará ultrapassado na tabela.

Já a Chapecoense, derrotada pelo Fluminense pela primeira vez na história da Série A após nove jogos (tinha seis vitórias e dois empates), estacionou nos seis pontos e agora seca os rivais que estão abaixo na tabela para permanecer fora da zona de rebaixamento ao final da rodada.

Os dois times voltam a campo na quarta-feira (30), novamente pelo Campeonato Brasileiro. O Fluminense visita o Grêmio, às 21h45, na Arena Grêmio. Quarenta e cinco minutos mais cedo, às 21h, a Chape recebe o Ceará na Arena Índio Condá.

O melhor: Marcos Júnior

Precisou de apenas 45 minutos para ser o grande destaque do jogo  - lesionado, foi substituído no intervalo. Com linda jogada pela lateral, teve participação direta no primeiro gol do Flu. Oportunista, ainda aproveitou indecisão de Jandrei e Douglas para marcar o segundo.

O pior: Jandrei

Teve participação nos dois gols do Fluminense. No primeiro, ficou indeciso. No segundo, faltou comunicação com o companheiro Douglas.

Flu aproveita defesa confusa da Chape

O técnico Abel Braga começou o jogo insatisfeito com o setor ofensivo de sua equipe. A todo instante, dava instruções aos homens de frente. E parece ter dado certo. Com Marcos Júnior inspirado, o Flu logo fez dois gols e deixou a partida mais tranquilo. Primeiro, ele fez linda jogada pela esquerda e cruzou para Pedro abrir o placar, aos 21min. Quatro minutos depois, após belo lançamento de Jadson e indecisão de Jandrei e Douglas, ficou livre para ampliar de cabeça.

Plano de Kleina cai por água abaixo em 25 minutos

O técnico Gilson Kleina optou por iniciar a partida com um esquema mais conservador em relação às últimas partidas: sacou o atacante Guilherme e colocou o volante Elicarlos, formando uma linha de cinco na defesa. "Um pouco mais de equilíbrio. Mas independente de dois ou três volantes, o importante é voltarmos a ter um nível de competitividade", disse antes do apito inicial. Mas não deu certo. Com a defesa confusa, levou dois gols em 25 minutos e precisou alterar o modo de jogar da equipe.

Abel perde duas peças por contusão

Abel Braga precisou fazer duas alterações forças, um no fim do primeiro tempo e outra no intervalo. Primeiro, Gum sentiu a panturrilha esquerda e foi substituído por Nathan Ribeiro, aos 43min de jogo. Depois, foi a vez de Marcos Júnior, principal nome do primeiro tempo, não voltar do vestiário por conta de dores na coxa esquerda. Robinho ganhou sua vaga.

Barreira abre e recoloca Chape no jogo

Um erro juvenil do Fluminense logo no início do segundo tempo recolocou a Chapecoense na partida. Em cobrança de falta, Arthur Caike bateu em cima da barreira, que abriu e deixou o goleiro Júlio César sem reação, aos 4min. 2 a 1, para desespero de Abel Braga, que reclamou muito com o time e não poupou quase ninguém.

Chape cresce, mas para em Júlio César

Mais arrumada que na etapa inicial, a Chapecoense cresceu no segundo tempo e pressionou o Fluminense em busca do segundo gol. Enquanto o time carioca apostava nos contra-ataques, a equipe catarinense ocupou o campo adversário e atacou quase que sem parar. Porém, viu o goleiro Júlio César em noite inspirada. No melhor de seus lances, fez duas defesas seguidas e salvou o Fluminense.

Pedro alcança artilharia do Brasileirão

Luciano Belford/AGIF
A Chape estava melhor no jogo, mas foi o Flu quem voltou a balançar as redes no Maracanã. Gilberto cruzou, Pedro dominou dentro da área e finalizou de direita para marcar um golaço. Foi o seu quinto na Série A, o que faz dele o novo artilheiro da competição, ao lado de Róger Guedes, do Atlético-MG.

FLUMINENSE 3 X 1 CHAPECOENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26/05/2018 (sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (Paraná)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Renda: R$ 395.375,00
Público: 13.165 pagantes/14.541 presentes
Cartões amarelos: Marlon (Fluminense); Bruno Pacheco (Chapecoense)
Gols: Pedro, aos 21min, e Marcos Júnior, aos 25min do primeiro tempo; Arthur Caike, aos 4min, e Pedro, aos 41min do segundo tempo

FLUMINENSE
Júlio César, Gum (Nathan), Renato Chaves e Luan Peres; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Marlon; Marcos Júnior (Robinho) e Pedro (Airton)
Técnico: Abel Braga

CHAPECOENSE
Jandrei, Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral (Leandro Pereira), Márcio Araújo (Nadson), Elicarlos e Héctor Canteros; Arthur e Wellington Paulista (Bruno Silva)
Técnico: Gilson Kleina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos