Flu vai de desacreditado a 'quase' líder. Abel vê elenco "ganhando corpo"

Do UOL, em Santos (SP)

De um elenco desacreditado a um grupo que no último sábado (26), após vitória sobre a Chapecoense por 3 a 1, no Maracanã, alcançou a liderança do Campeonato Brasileiro – ao menos por algumas horas. Este é o Fluminense de 2018, que surpreende na temporada e faz a equipe de Abel Braga transformar uma equipe desacreditada em um time que, se não encanta na maneira de jogar, vem sendo eficiente a ponto de brigar na parte de cima da tabela.

Se fosse para citar, em 2017, quais os principais jogadores do elenco tricolor, Gustavo Scarpa, Diego Cavalleri, Henrique e Henrique Dourado certamente estariam nessa lista. Mas todos saíram, e Abel Braga ficou com a missão de reinventar um Fluminense sem investimentos. E, ao menos até aqui, vem surpreendo as expectativas até dos torcedores tricolores mais otimistas no Brasileiro.

E é justamente um prata da casa, xodó de Abel, quem vem sendo o símbolo desse 'novo Flu'. Prova disso foi o grito que ecoou no Maracanã no fim do jogo contra a Chape: "Henrique Dourado, que vá se f..., o Pedro é melhor que você". Ele já caiu nas graças dos torcedores e não só é o artilheiro da equipe na temporada, com 13 gols, como também é, até aqui, o principal goleador do Brasileirão 2018, com cinco tentos, ao lado de Roger Guedes, do Atlético-MG.

Em entrevista coletiva concedida após a vitória do último sábado (26), Abel Braga não escondeu que muito desse sucesso do Flu em 2018 passa pelos pés de Pedro – que inclusive agradeceu o treinador após o jogo pelo ótimo momento que vive. O técnico, porém, exaltou o elenco que, aos poucos, vem 'ganhando corpo' e lhe dando mais opções para escalar a equipe.

"Hoje, nós temos um meio campo que pode ser titular em qualquer equipe. No banco. Airton, Douglas e Dodi. Atrás tem Ibañez, Léo, Nathan, mas tem algumas situações complicadas. Nós não temos no time titular um jogador tão decisivo. O Pedro tem decidido, mas depende do coletivo. As situações são criadas para ele finalizar. Agora vai começar quarta e domingo até a Copa. Hoje é bom ver o Fluminense na liderança. Será só por horas, mas é legal", disse Abel.

Com 13 pontos, o Fluminense ficou na ponta do Campeonato Brasileiro apenas por algumas horas. Isso porque o Flamengo venceu o Atlético-MG na noite do último sábado (26), no Horto, e assumiu o primeiro lugar da tabela, com 14 pontos. O Flu, aliás, perderia a liderança independente do resultado do jogo em Belo Horizonte.

Desfalques à vista

Porém, a animação de Abel com a vitória e a liderança temporária foi contrastada com possíveis perdas de titulares. Contra a Chape, o treinador tricolor precisou fazer substituições, ainda antes do segundo tempo, por questões médicas. Aos 43min, Gum foi substituído com dores na panturrilha esquerda. Já Marcos Júnior, que até então vinha sendo o principal nome do jogo, não voltou para a etapa final por conta de dores na coxa esquerda.

Ambos serão reavaliados pelo departamento médico do Fluminense, mas, a princípio, devem ser desfalques no jogo de quarta-feira, contra o Grêmio, em Porto Alegre, pela oitava rodada do Brasileiro. "Marcos Jr. e Gum sentiram desconfortos. Não acredito que estejam aptos para quarta-feira. Acredito que terei que mudar algo para quarta-feira", afirmou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos