Cruzeiro vence no Pacaembu e aumenta drama de Jair Ventura no Santos

Do UOL, em São Paulo

Pressionado por causa dos últimos resultados aquém do esperado, o Santos recebeu o Cruzeiro no Pacaembu e viu seu drama aumentar. A equipe da casa fez uma partida equilibrada e bastante movimentada com a Raposa, mas saiu derrotada por 1 a 0 e chegou ao quarto jogo sem vitória, aumentando a pressão em cima do técnico Jair Ventura.

O único gol do Cruzeiro foi marcado pelo volante Bruno Silva, que saiu do banco para resolver a partida aos 30 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o time mineiro venceu pela primeira vez fora de casa e foi aos 10 pontos na tabela, se distanciando do próprio Santos, que permanece com seis e é seguido de perto pelos clubes do Z-4.

Quem brilhou: Dedé continua muito bem no Cruzeiro. Sempre seguro, o zagueiro foi impecável pelo alto e quase perfeito nas jogadas por terra. Com o jogo ainda empatado, desarmou Gabriel na cara de Fábio e impediu um desfecho diferente no Pacaembu.

Quem foi mal: Thiago Neves não teve uma tarde boa. Além de não contar com a ajuda de Arrascaeta, que já está com a seleção uruguaia, o meia também não conseguiu criar boas chances para o Cruzeiro. Apagado na maior parte do jogo, não chamou a responsabilidade quando devia foi substituído devendo futebol no segundo tempo.

Santos esbarra na dificuldade para criar e perde velocidade

Embora tenha feito um primeiro tempo com boas ações ofensivas, o Santos encontrou dificuldade para organizar suas jogadas. A boa marcação do Cruzeiro impediu a transição veloz do Peixe, que até ficou mais com a bola, mas esbarrou na criação. Suas melhores chances saíram com Gabigol aproveitando a falha de Leo, e outra sendo desarmado por Dedé cara a cara com o goleiro Fábio.

Cruzeiro foi cauteloso, mas não deixou de assustar

O Cruzeiro fez uma partida de igual para igual no Pacaembu. Eficiente na marcação, a equipe conseguiu anular o ponto mais forte do Santos e passou poucos sustos. No ataque, pecou um pouco ao errar passes demais, algo que também aconteceu com o adversário. Robinho, Sóbis e Sassá foram os jogadores que deram mais trabalho aos donos da casa.

Festival de lindos dribles no Pacaembu

Com boas oportunidades para os dois lados, a partida ainda ganhou mais brilho em lances de muita qualidade. O primeiro deles foi a caneta de Edilson em Dodô. O lateral do Santos perdeu a bola e foi quente pra cima do jogador celeste, que saiu da jogada com muita qualidade. Minutos depois, Sóbis fez parecido com Renato, mas a zaga alvinegra fez a cobertura. Do lado do Santos, Daniel Guedes não deixou barato e deu um troco com um bonito chapéu em Sóbis, assim como Renato que também fez bonito contra Bruno Silva. Para completar, Raniel também fez uma jogada espetacular antes do escanteio que gerou o gol celeste na etapa final.

B. Henrique tem nome gritado, entra por 25 minutos e quase marca em retorno

Depois de mais de um mês parado por causa de uma lesão muscular na coxa, Bruno Henrique voltou ao Santos e começou no banco. Antes do intervalo, o atacante já tinha seu nome gritado pela torcida. Seu retorno aconteceu com pouco mais de 20 minutos do segundo tempo e foi comemorado como gol no Pacaembu. Dentro das quatro linhas, melhorou o time do Santos

Mudanças de Mano rendem gol do Cruzeiro

O Cruzeiro ainda não tinha marcado fora de casa e alcançou seu primeiro gol com as mexidas de Mano Menezes. O treinador promoveu as entradas de Raniel e Bruno Silva pouco antes dos 30 minutos do segundo tempo. Instantes depois de o atacante fazer uma linda jogada com direito a chapéu no meio-campo, Raniel desviou a cobrança de escanteio e viu o volante completar de cabeça e fazer o gol da vitória.

SANTOS 0x1 CRUZEIRO

Motivo: 7ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 27/05/2018, às 16h (de Brasília)
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

GOL: Bruno Silva, 30'2ºT (0-1)
Cartões amarelos: Diego Pituca (SAN), Henrique, Egídio, Edilson, Robinho (CRU)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 8.504 pagantes/R$349.730,00.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Diego Pituca (Bruno Henrique, 23'2ºT), Renato (Léo Cittadini, 31,2ºT) e Jean Mota; Rodrygo, Gabigol e Eduardo Sasha (Yuri Alberto, 40'2ºT). Técnico: Jair Ventura.

CRUZEIRO: Fábio; Edilson (Lucas Romero, 25'2ºT), Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Thiago Neves (Raniel, 18'2ºT), Robinho e Rafael Sobis; Sassá (Bruno Silva, 27'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos