Gabriel questiona pênalti que definiu virada: "não tinha como fazer nada"

Do UOL, em Belo Horizonte

Em menos de cinco minutos, o Atlético-MG saiu de um cenário favorável para levar uma virada e sofrer a derrota por 3 a 2 para o Sport na Ilha do Retiro. O time mineiro chegou a estar em vantagem no marcador, mas sofreu o empate em uma finalização desviada e o golpe fatal em cobrança de pênalti. No lance, Michel Bastos tentou cruzar para a área e a bola bateu na mão de Gabriel. O zagueiro atleticano questionou bastante a marcação da arbitragem alegando que não tinha como tirar o braço da jogada. Somente após alguns segundos, o juiz Wagner do Nascimento conversou com os auxiliares e decidiu marcar a penalidade.

"Tem que definir uma interpretação. O Michel estava a dois passos de mim, não tem como eu fazer nada. Quem marcou o pênalti doi o bandeira. Lamentamos a derrota, agora temos que recuperar de todas as formas contra a Chapecoense", comentou o zagueiro.

Após sair atrás do marcador, o Atlético empatou a partida no início do segundo tempo com Cazares. Ricardo Oliveira marcou o segundo aos 20 minutos, mas o Sport virou com gols de Gabriel e Michel Bastos, aos 22 e 26 minutos respectivamente.

"Eu fiquei bastante chateado, pois eu vi o posicionamento dele no início do lance. O juiz ia marcar falta, mas pela pressão da torcida acaba mudando e é complicado. Na hora, com o jogo pegando fogo, eles tinham acabado de empatar o jogo, fiquei bastante chateado",comentou o volante Gustavo Blanco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos