Grêmio mantém alerta com desgaste e freta voo para voltar da Bahia

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Reprodução/Twitter

    Clube gaúcho já havia fretado aeronave para voltar do jogo contra o Ceará, em Fortaleza

    Clube gaúcho já havia fretado aeronave para voltar do jogo contra o Ceará, em Fortaleza

O Grêmio segue preocupado com a sequência de jogos e, principalmente, com as partidas na outra ponta do país. Depois de voltar de Fortaleza em voo fretado, o clube gaúcho já definiu que fará uso do mesmo expediente após o duelo com o Bahia, em Salvador. Tudo para minimizar o desgaste do grupo de jogadores.

Nesta quarta-feira (30) o time de Renato Gaúcho recebe o Fluminense em um dos três jogos que restam dentro da Arena até a Copa do Mundo. A ida a Salvador será com voo comercial, tal qual ocorreu até Fortaleza. Na volta, grupo de jogadores, comissão técnica e demais integrantes da delegação viajarão em voo especial.

No fim de semana passado, o Grêmio fretou um voo para eliminar conexão no Rio de Janeiro. A parada na capital fluminense faria a delegação desembarcar em Porto Alegre perto das 10h. Com a aeronave particular, o grupo pousou em solo gaúcho antes das 7h. Horas preciosas para uma recuperação mais adequada em meio à maratona de jogos.

"Já matamos umas viagens longas e vamos matar outras até a Copa. Temos que estar preparados", disse o capitão Maicon. "Estamos praticamente morando em avião e hotel. Ainda assim, fomos valentes", comentou Renato depois da vitória em cima do Ceará.

O plano foi executado sem nenhuma ligação direta com a greve dos caminhoneiros e consequente crise de distribuição de combustíveis. A Gol, companhia aérea contratada pela CBF para levar os clubes do Brasileirão, garantiu ida e vinda sem contratempo. Ou seja, o fretamento foi uma estratégia do Grêmio contra o cansaço.

A história vai se repetir com Salvador-Porto Alegre. A bordo de um voo fretado, o Grêmio só fará escala para reabastecimento. Não precisa trocar de aeronave, como seria necessário em voo de carreira, e ganha tempo na volta para casa.

O cuidado é redobrado pela onda de lesões que atingiu o elenco. Em menos de 10 dias, sete jogadores tiveram problemas musculares no grupo e o diagnóstico foi de fadiga acumulada e alta intensidade nos jogos. Voar com um conforto a mais ajuda na recuperação física e minimiza efeitos de partidas em um intervalo curtíssimo de tempo.

Até a Copa do Mundo, o Grêmio ainda tem mais cinco jogos. Enfrenta o Fluminense, em Porto Alegre, visita o Bahia no domingo e depois joga duas vezes seguidas em casa contra Palmeiras e América-MG. Em 13 de junho, contudo, vai a Recife encarar o Sport. Esta viagem ao nordeste ainda não tem plano montado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos