Tuta, Fred e Dourado: Pedro mantém "mística da 9" com Abel à frente do Flu

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon/Fluminense

    Pedro festeja mais um gol no Maracanã: camisa 9 do Flu faz ótimo ano

    Pedro festeja mais um gol no Maracanã: camisa 9 do Flu faz ótimo ano

Número imortalizado por nomes como Washington e Ézio nas Laranjeiras, o 9 ganha um significado ainda mais especial quando Abel é o técnico do Fluminense. Em sua terceira passagem pelo clube, o treinador mais uma vez tem uma peça-chave para o sucesso do time usando o número dedicado aos goleadores. Nesta quarta, o Flu visita o Grêmio, às 21h45, na casa do adversário, e o jovem centroavante tricolor Pedro tenta seguir a doce rotina dos artilheiros que tiveram Abel como chefe.

Com 13 gols, o jovem formado em Xerém foi quem mais marcou pelo Tricolor no ano e vai reescrevendo uma história já contada por alguns de seus antecessores. Com três passagens no clube em seu currículo, o treinador já "consagrou" Tuta, Fred e Henrique Dourado como artilheiros máximos do clube.

"Estou muito feliz por ele, mais uma aposta ganha. Ele só vai deixar de ser o cara se quiser. Hoje errou duas bolas por excesso de confiança. Ele é acima da média, sempre falei isso. Estou contente", disse Abel.

NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
Fred fez história com a camisa 9 do Fluminense

Se considerados os anos em que ele esteve no comando, apenas em 2013 a marca ficou nas mãos de um jogador que vestisse um número diferente: com 17 gols naquele ano, Rafael Sobis deixou Fred, que marcou oito vezes, para trás na contagem.

Nas outras temporadas, o camisa 9 foi sempre ator principal na saga tricolor, até quando tudo apontava em uma direção contrária. Já sem a presença de Fred no clube, Abel retornou ao clube no início de 2017. A dispensa de Henrique Dourado era cogitada internamente, mas o comandante transformou o Ceifador em figura central. No final de 2017, Henrique somava 32 "ceifadas" e ganhou status antes inimaginável no mercado.

Considerado um talento das divisões de base tricolores, Pedro também teve de encarar o peso de substituir um jogador que deixou o clube com muitas bolas na rede. Aos poucos, o carioca faz a torcida deixar a desconfiança de lado e apostar em seu novo centroavante. Diante da Chapecoense, o jogador ouviu um coro com elogios ao seu futebol e deboche ao antigo dono do posto, hoje no arquirrival Flamengo.

Lucas Merçon/Fluminense
Henrique Dourado honrou a tradição de artilheiros do Fluminense

Agradeço primeiramente ao professor Abel, que sempre acreditou em mim, e aos meus companheiros, todo mundo me ajuda a fazer os gols. Sempre sonhei com esse momento, em ser o 9 do Fluminense. Esse momento apareceu e não quero deixar ele passar de jeito nenhum, festejou Pedro.

No Brasileiro, o atacante divide com o atleticano Róger Guedes o topo da tabela de artilharia, com cinco gols.

Os "9" de Abel:
2005 - Tuta - 33 gols
2011 - Fred - 34 gols
2012 - Fred - 30 gols
2017 - Henrique Dourado - 32 gols
2018 - Pedro -  13 gols

GRÊMIO X FLUMINENSE

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 30/05/2018 (quarta)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura (Madson), Bressan, Kannemann e Cortez; Cícero, Maicon, Ramiro, Luan e Everton; André.
Técnico: Renato Gaúcho

FLUMINENSE
Júlio César; Renato Chaves, Nathan Ribeiro e Luan Peres (Ibañez); Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza e Marlon; Robinho (Matheus Alessandro) e Pedro

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos