De virada, Palmeiras mantém freguesia do SP no Allianz e espanta pressão

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras conseguiu uma vitória emocionante, de virada, para manter a freguesia do São Paulo no Allianz Parque e espantar a pressão que já começava a rondar o clube após duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. Depois de sair perdendo com uma falha incrível de Edu Dracena, a equipe de Roger Machado reagiu no segundo tempo e, empurrada pela torcida, venceu por 3 a 1, com dois gols de Willian e um de Dudu.

Foi a sétima derrota do São Paulo em sete jogos no Allianz Parque. Com o tabu mantido, o time tricolor parou nos 16 pontos e perdeu a chance de assumir a liderança, que é do Flamengo, com 17 pontos e um jogo a menos. Já o Palmeiras subiu para 14 pontos e saltou da 11ª para a quinta posição.

O próximo desafio alviverde é fora de casa, contra o Grêmio, na próxima quarta-feira (6). Já o São Paulo volta a campo na terça (5), diante do Internacional, no Morumbi.

O melhor: Willian

Marcello Zambrana/AGIF

O sofrimento que o Palmeiras teve nos últimos três jogos sem seu artilheiro Miguel Borja, a serviço da seleção colombiana, enfim terminou. Willian correspondeu à altura na posição de centroavante e marcou dois gols de puro oportunismo. Primeiro, aproveitou rebote de Sidão; depois, em posição irregular, emendou um belo voleio para as redes após uma bola dividida que subiu. A atuação no primeiro tempo foi fraca, mas na segunda etapa o camisa 29 decidiu.

O pior: Edu Dracena

A atuação do zagueiro até melhorou na segunda etapa, mas a falha infantil que permitiu o gol do São Paulo quase colocou tudo a perder. Dracena, que já havia errado no gol do Cruzeiro no meio de semana, recuou mal de cabeça para Jailson e fez o time tricolor sair na frente mesmo sem criar praticamente nada na primeira etapa. O camisa 3 também sofreu em alguns lances mano a mano, quando a cobertura do Palmeiras não foi bem ajustada.

Palmeiras começa com Moisés, e times criam pouco

Marcello Zambrana/AGIF

O técnico Roger Machado surpreendeu ao escalar Moisés, recém-recuperado de lesão na coxa, desde o início da partida, barrando Lucas Lima. O camisa 10 palmeirense ajudou a pressionar a saída de bola do São Paulo, que recorreu a lançamentos longos para os atacantes e levou pouco perigo. Do outro lado, o ataque alviverde também criou pouco: Dudu, Keno e Willian buscaram entrar pelo meio da defesa tricolor, mas erraram a maioria das tentativas de tabelas. O começo da partida foi sem grandes emoções.

Sem ameaçar, São Paulo abre o placar com falha de Dracena

O ataque do São Paulo era praticamente nulo quando, aos 31 minutos, Edu Dracena "entregou" um gol para o adversário. Após uma bola inofensiva levantada na área em cobrança de lateral, o experiente zagueiro do Palmeiras deu um recuo de cabeça curto demais para Jailson. Marcos Guilherme aproveitou e chegou antes do goleiro alviverde, mas nem chegou a tocar na bola, que correu lentamente para as redes. Gol que foi um banho de água fria na torcida.

Palmeirenses ficam nervosos e reclamam muito do juiz

Após sair atrás no marcador, o time do Palmeiras sentiu nitidamente o nervosismo em campo. Parte da torcida que apoiava começou a reclamar e xingar depois do 1 a 0, e isso pareceu refletir nos jogadores. Algumas decisões do árbitro Rodolpho Toski Marques também enfureceram os palmeirenses, especialmente uma falta não marcada em Keno no contra-ataque e a decisão do juiz de não dar o segundo amarelo a Anderson Martins, que também derrubou Keno em contragolpe. Felipe Melo e Dudu levaram cartão por reclamação.

Palmeiras empata com gol polêmico, mas legal

O Palmeiras voltou aceso para o segundo tempo e conseguiu o empate aos 10 minutos. Keno escapou da marcação pela direita e cruzou rasteiro, Sidão espalmou e a bola sobrou para Willian, que finalizou. A bola desviou e passou perto de Dudu antes de entrar, e os tricolores pediram impedimento do camisa 7. A arbitragem demorou para validar o gol, mas decidiu, corretamente, que a posição de Dudu era legal. Foi a vez de os jogadores do São Paulo se revoltarem e reclamaram demais com o juiz.

Diogo Barbosa, Keno e Moisés sentem e são substituídos

Diogo Barbosa, que voltava de suspensão, sentiu a coxa aos oito minutos do segundo tempo e precisou dar lugar a Victor Luís. Poucos minutos depois, logo após fazer a jogada do gol de empate, Keno também começou a mancar e deu lugar a Hyoran. E por fim, foi a vez de Moisés acusar cãibras e sair para a entrada de Thiago Santos. Assim, Roger precisou queimar as três substituições por problemas físicos.

Palmeiras cresce e faz mais dois com Willian e Dudu

Marcello Zambrana/AGIF

A parcela da torcida que andava reclamando voltou a incentivar após o gol de empate, e o Palmeiras cresceu. Sentindo o bom momento, o time alviverde passou a pressionar o São Paulo e fez dois gols em sequência. Primeiro, Willian marcou mais um gol de centroavante: após dividida de Hyoran com Militão, a bola subiu e sobrou para o camisa 29, que, impedido, emendou um lindo voleio de primeira, sem chance de defesa para Sidão. Dois minutos depois, contra-ataque pela direita e cruzamento de Hyoran para Dudu, que mergulhou de peixinho para anotar o terceiro.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 x 1 SÃO PAULO

Data: 2 de junho de 2018, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Público: 32.841
Renda: R$ 2.172.298,88
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos: Felipe Melo e Dudu (Palmeiras); Anderson Martins, Militão, Bruno Alves e Nenê (São Paulo)

Gols: Marcos Guilherme, aos 31 minutos do 1º tempo; Willian, aos 10 e aos 21 minutos, e Dudu, aos 23 minutos do 2º tempo.

PALMEIRAS: Jailson; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa (Victor Luís); Bruno Henrique e Felipe Melo; Keno (Hyoran), Moisés (Thiago Santos) e Dudu; Willian. Técnico: Roger Machado

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo (Liziero); Jucilei e Hudson (Petros); Marcos Guilherme (Paulinho), Nenê e Éverton; Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos