Cruzeiro vence o Ceará no Castelão e assume vice-liderança no Brasileiro

Do UOL, em Belo Horizonte

O líder Flamengo tem um novo perseguidor no Campeonato Brasileiro. É o Cruzeiro, que venceu o Ceará, por 1 a 0, gol de Sassá, no Castelão, em Fortaleza, e chegou aos 16 pontos, assim como Grêmio e São Paulo, mas levando vantagem no número de vitórias. São cinco contra quatro dos concorrentes. E o triunfo fora de casa deixa a Raposa com um cenário promissor na competição

Até a parada do Brasileirão para a Copa do Mundo o Cruzeiro vai jogar mais três vezes, contra Vasco, Chapecoense e Paraná. Uma tabela bastante convidativa para se estabelecer entre os melhores colocados. Já o Ceará segue seu calvário no retorno à Série A. Já são nove rodadas e nenhum triunfo. Apenas três pontos conquistados e lanterna na mão.

Quem foi bem: Rafael Sóbis

Outro jogador que esteve em baixa e tem recuperado o bom futebol é o camisa 7 da Raposa. Rafael Sóbis foi bem na partida diante do Ceará, com grande participação na partida. Foi dele o lançamento que originou o gol anotado por Sassá.

Quem foi mal: Douglas Coutinho

O atacante com passagem pelo Cruzeiro conseguiu se destacar negativamente no duelo desta noite. Além de mal conseguir ficar em pé durante o primeiro, com muitos escorregões, Coutinho errou praticamente tudo o que tentou. Passes curtos ou lançamentos, as tentativas de Douglas Coutinho não representaram perigo para o Ceará.

Arthur Cabral quase tirou Romero do jogo

Aos 32 minutos do primeiro tempo o atacante Arthur Cabral fez falta dura em Lucas Romero e recebeu o cartão amarelo. Poucos minutos depois o jogador cruzeirense precisou deixar o campo para ser atendido pelo departamento médico. Romero precisou tirar a chuteira para receber um curativo. Mano chegou a mandar Mancuello para o aquecimento, mas no fim não foi necessário fazer a alteração.

Bruno Silva vai bem mais uma vez

Bastante criticado após as primeiras atuações com a camisa do Cruzeiro, o volante Bruno Silva confirmou que vive um bom momento. Titular diante do Ceará, atuando mais aberto pela direita, no lugar de Robinho, o camisa 20 do Cruzeiro ficou em campo por apenas 45 minutos, mas o suficiente para dar o passe para o gol de Sassá. Já amarelado, Bruno Silva deu lugar a Mancuello, após o intervalo.

Pressão da torcida do Ceará ajuda o Cruzeiro

Não bastasse a diferença técnica entre as duas equipes, o Cruzeiro ainda encontrou um ambiente muito bom em Fortaleza. Insatisfeita com a péssima campanha no Brasileirão, a torcida do Ceará mais pressionou o time da casa do que apoiou. A cobrança por rápida definição nos ataques só aumentou a quantidade de erros do Ceará. Os jogadores locais estavam visivelmente nervosos diante da tamanha cobrança dos torcedores.

Sassá fora do jogo com o Vasco

O Cruzeiro já tem desfalque certo para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Sassá levou cartão amarelo no começo do segundo tempo e está suspenso. Reniel surge com a principal opção de Mano para ser o centroavante cruzeirense no duelo com o Vasco, marcado para quarta-feira, no Mineirão.

Fábio trabalha no segundo tempo

A presença de Fábio no primeiro tempo sequer foi notada. O goleiro do Cruzeiro não precisou fazer uma defesa sequer. Na etapa final o camisa 1 celeste teve algum trabalho, mas nada suficiente para ameaçar a vitória tranquila do Cruzeiro. Foram duas tentativas com Arthur Cabral e Éder Luís, mas ambas o goleiro cruzeirense estava bem colocado e foi muito seguro. O lance que mais exigiu do goleiro foi um chute de Romário, de fora da área.

Cruzeiro em ritmo de treino

A facilidade encontrada pelo time mineiro não foi traduzida em gols. E uma das explicações está a postura da equipe celeste na segunda parte do jogo. O Cruzeiro jogou no mesmo ritmo de treino, com pouca intensidade. Mesmo assim não sofreu sustos na defesa, mas quando esteve no ataque faltou capricho para definir logo a partida.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 X 1 CRUZEIRO

Data: 03 de junho de 2018, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Motivo: 9ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ).
Cartões amarelos: Arthur Cabral e Juninho Piauiense (CEA); Bruno Silva, Rafael Sóbis, Sassá e Lucas Silva (CRU)
Gols: Sassá aos 18 minutos do primeiro tempo;

CEARÁ: Everson, Patrick, Valdo, Rafael Pereira e Romário; Fabinho, Richardson, Wescley (Éder Luís, aos 24 do 1º) e Ricardinho (Juninho Piauiense, aos 27 do 2º); Douglas Coutinho (Reina, aos 11 do 2º) e Arthur Cabral.
Técnico: Joginho.

CRUZEIRO: - Fabio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Lucas Romero, Lucas Silva, Bruno Silva (Mancuello, no intervalo), Thiago Neves e Rafael Sóbis (Marcelo, aos 35 do 2º); Sassá (Raniel, aos 21 do 2º).
Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos