Rodrygo espera marcação dupla no clássico e promete ir pra cima de Mantuan

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marco Galvão/FotoArena/Estadão Conteúdo

    Rodrygo está bastante confiante após marcar três gols no último domingo, na Vila

    Rodrygo está bastante confiante após marcar três gols no último domingo, na Vila

O atacante Rodrygo acredita que o seu desempenho na temporada, incluindo os três gols marcados contra o Vitória no último domingo, na Vila Belmiro, o deixa mais visado dentro de campo. Por conta disso, a revelação santista espera uma marcação duplicada no clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians, válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

"Acho que sim (mais visado em campo). Os zagueiros acompanham e sabem do meu potencial. Tentam jogar a marcação e duplicando em cima de mim. Acho que contra o Corinthians também será assim. Vou procurar trabalhar pra sair dessas situações", afirmou Rodrygo.

Mesmo assim, o camisa 43 do Santos promete ir para cima da marcação corintiana. Sua principal vítima em campo deve ser o lateral improvisado do rival, Mantuan, atleta que não vive uma boa fase na temporada, principalmente após o erro individual que culminou na derrota do Corinthians para o Internacional há duas rodadas.

"Não é questão de confiança, acho que vai ser um adversário muito difícil. Vou ter que ir pra cima do Mantuan, contra os zagueiros, volantes. Vejo confiança do time todo, não só do Mantuan, é uma equipe muito forte, vamos ter dificuldade", disse Rodrygo.

Rodrygo é o vice-artilheiro santista na temporada, com nove gols. Só no último jogo, contra o Vitória, ele marcou três, um deles um golaço, com direito a drible desconcertante no zagueiro. Ele só perde na artilharia para Gabigol, que marcou 11.

O novo Menino da Vila agradece ao técnico Jair Ventura. Apesar de ser promovido ao elenco profissional por Elano na temporada passada, o atacante santista se firmou como titular sob o comando de Jair no Campeonato Paulista deste ano.

"É uma relação muito boa. É um paizão para mim desde que chegou aqui ele me acolheu muito bem. É muito importante para o grupo, mesmo na situação ruim que estávamos passando, dou Graças a Deus por ele ter continuado. Sempre conversa com a gente, posição que mais gosto de jogar para me deixar à vontade em campo, isso é muito importante para mim", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos