São Paulo empata com o Internacional no Morumbi e dorme na vice-liderança

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

Desfalcados de seus principais jogadores, São Paulo e Internacional ficaram no empate por 0 a 0, nesta terça-feira (5), no Morumbi. Enquanto os tricolores não contaram com Nenê, que cumpriu suspensão, os gaúchos não puderam escalar D'Alessandro, em recuperação de entorse no tornozelo esquerdo. Com o resultado, os paulistas dormem na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 17 pontos, já os gaúchos passam a somar 16, na quinta posição.

Antes da pausa para a Copa do Mundo, o São Paulo e o Inter disputam mais duas partidas. O Tricolor encara o Atlético-PR no sábado (9), na Arena da Baixada, e recebe o Vitória, na próxima terça (12). Já os gaúchos enfrentam o Santos, no domingo (10), na Vila Belmiro, e jogam com o Vasco, na quarta (13), no Beira-Rio, em Porto Alegre.

God of zaga na torcida

O São Paulo contou com o apoio de Maicon fora de campo. O zagueiro, que defendeu o Tricolor até o ano passado, aproveitou o período de férias no Galatasaray, da Turquia, para visitar o seu antigo clube. 

Muitos desfalques

As duas equipes entraram em campo com muitos desfalques. Depois de participar dos últimos 17 jogos do São Paulo, Nenê ficou fora por cumprir suspensão e deu lugar para Lucas Fernandes. O zagueiro Bruno Alves (suspenso) e Hudson (lesionado) também desfalcaram o Tricolor. Já Jucilei foi poupado e viu o início do duelo no banco de reservas.

Pelo lado do Internacional, o técnico Odair Hellmann não pôde contar com D'Alessandro, em recuperação de entorse no tornozelo esquerdo, Juan Alano, lesão na coxa esquerda, e Rodrigo Dourado, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.   

Sidão pressionado

O goleiro do São Paulo foi alvo de vaias de parte da torcida antes de a bola rolar no Morumbi. Alguns tricolores consideram Sidão responsável por um dos gols do Palmeiras na vitória por 3 a 1 no clássico do último fim de semana, por isso a pressão na hora do aquecimento para o jogo. Durante a partida, ele também ouviu reclamações quando falhou, por exemplo, durante o primeiro tempo. 

Chutes de fora da área

As duas equipes tiveram dificuldade para chegar ao gol adversário durante a etapa inicial. Por isso, São Paulo e Internacional abusaram dos chutes de longa distância nos primeiros 45 minutos. Os Tricolores até tiveram mais volume, mas poucas vezes levaram perigo. Liziero, por exemplo, tentou fazer o seu logo no início do confronto.

Danilo Fernandes em alta

Enquanto Sidão enfrentava as críticas da torcida, Danilo Fernandes teve boa participação e ajudou o Internacional a segurar o ataque adversário. Reinaldo, por exemplo, acertou o chute cruzado após cobrança de escanteio da esquerda, mas o goleiro se esticou e fez grande defesa. 

Inter ataca e Damião arrisca uma bicicleta

O Internacional voltou mais aceso para o segundo tempo e criou boas oportunidades. Em uma dessas chances, o centroavante Leandro Damião, após bate-rebate na área, arriscou uma bicicleta. Pouco depois, o atacante ainda tentou outra vez o arremate de costas para o gol de Sidão. 

Mudanças no Tricolor

Insatisfeito com o desempenho do São Paulo e com a pressão do Internacional, o técnico Diego Aguirre mexeu no Tricolor. O uruguaio promoveu as entradas de Araruna e Shaylon nas vagas de Tréllez e Lucas Fernandes. Antes de ser substituído, no segundo tempo, o camisa 11 teve boa oportunidade, mas parou na defesa de Danilo Fernandes. Apesar das mudanças, o São Paulo não conseguiu melhorar o seu rendimento e abrir o placar. 

Os piores: Anderson Martins e Tréllez

O zagueiro teve rendimento abaixo do esperado e colocou o São Paulo em risco. Já no ataque, Tréllez não conseguiu dar sequência às jogadas. 

Melhor: Leandro Damião

O atacante levou perigo ao gol de Sidão e fez alguns lances de efeito, como um chapéu em Anderson Martins e uma finalização de bicicleta.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X INTERNACIONAL

Data: 5/6/2018 (terça-feira)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Auxiliares: Pedro Martinelli Christino e Luciano Roggenbaum (ambos paranaenses)
Cartões amarelos: Tréllez, Liziero e Everton (São Paulo); Danilo Fernandes e Edenílson (Internacional)
Público e renda: 14.730 publico total e R$ 324.896,00

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Petros, Liziero (Paulinho Boia), Lucas Fernandes (Shaylon) e Everton; Tréllez (Araruna) e Diego Souza.
Técnico: Diego Aguirre
INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Charles (Camilo), Edenílson, Patrick, Lucca (Rossi), Pottker (Nico López) e Leandro Damião. 
Técnico: Odair Hellmann

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos