Willian faz dois e Palmeiras vence no reencontro de Roger com o Grêmio

Do UOL, em São Paulo

Na primeira vez em que o técnico Roger Machado enfrentou o Grêmio desde que deixou o clube em 2016, melhor para o Palmeiras. A equipe alviverde fez um grande jogo na Arena tricolor em Porto Alegre e venceu por 2 a 0 nesta quarta-feira (6), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, com dois gols de Willian no segundo tempo.

A partida foi movimentada e aberta, contando com chances de gol dos dois lados, mas o Palmeiras foi mais eficaz. O triunfo fora de casa levou o clube paulista para 17 pontos e fez o time subir para a terceira colocação. Já o Grêmio parou nos 16 pontos e caiu para o sexto lugar na tabela.

Na próxima rodada, o Palmeiras pega o Ceará fora de casa, no domingo (10). Já o Grêmio, no mesmo dia, recebe o América-MG em seu estádio.

O melhor: Willian

Pelo segundo jogo seguido, o camisa 29 mostrou que o Palmeiras não depende de Borja para fazer gols. Willian teve excelente atuação como centroavante de mobilidade, ajudando a construir jogadas fora da área e aparecendo para finalizar. Acertou a trave duas vezes no primeiro tempo e foi recompensado no segundo, com dois gols: primeiro aproveitou ótimo passe de Dudu, desmarcando-se de Kannemann e batendo de primeira, e depois recebeu lançamento no contra-ataque para sair na cara do gol e ampliar.

O pior: Lima

Ramiro sairia jogando na meia direita do Grêmio, mas sentiu no aquecimento e deu lugar a Lima de última hora. Mas a atuação do jogador, lateral direito de origem, não foi nada boa. Ele produziu pouco ofensivamente e ainda deu espaços na marcação em seu setor. Acabou substituído por Pepê no segundo tempo.

Palmeiras começa pressionando e acerta a trave

A postura agressiva do Palmeiras no começo da partida pareceu surpreender o Grêmio. O time paulista começou marcando em cima, pressionando forte no meio-campo e às vezes até chegando um pouco mais forte – Bruno Henrique, por exemplo, deu duas entradas faltosas em Luan. Quando roubava a bola, acelerava e chegava à área dos donos da casa. Logo no segundo minuto, Willian chutou de fora e a bola passou raspando a trave de Marcelo Grohe.

Grêmio equilibra o jogo e passa a se impor

Depois de cerca de 15 minutos com o Palmeiras melhor, o Grêmio passou a equilibrar as ações. O ímpeto alviverde na marcação diminuiu e o time tricolor passou a impor seu jogo de toque de bola, trocando passes no campo de ataque e empurrando o adversário para trás. Arthur, Maicon e Luan comandaram as ações, mas o Palmeiras conseguiu se segurar bem, cortando as tabelas gremistas e tentando sempre acelerar no contra-ataque.

Perigoso no contragolpe, Palmeiras para na trave de novo

A proposta palmeirense de explorar o espaço às costas da defesa do Grêmio gerou momentos de perigo na primeira etapa. Primeiro, após uma roubada de bola, Willian invadiu a área e ficou cara a cara com Grohe, mas um carrinho certeiro de Kannemann salvou o time da casa. Depois, em boa jogada de Dudu e Hyoran, a bola sobrou para Willian, que chutou forte e carimbou o travessão. O primeiro tempo foi excelente na Arena.

Grêmio pressiona, mas Palmeiras é quem marca

O Grêmio voltou para o segundo tempo com Jailson no lugar de Maicon, que sentiu a coxa. Mas isso não diminuiu o volume tricolor. O time da casa continuou a pressionar o Palmeiras e acertou a trave em um cruzamento de Arthur. Foram os alviverdes, porém, quem abriram o placar: em mais uma bola que chegou rápido no ataque, Dudu encarou a marcação pela esquerda e deu ótima enfiada na área para Willian, que bateu de primeira e estufou a rede. Depois, em novo contragolpe, Willian ampliou.

Palmeiras abusa das faltas e Luan se irrita

Luan e Arthur sofreram com muitas faltas dos palmeirenses durante o jogo. A arbitragem distribuiu cartões amarelos para os alviverdes: Felipe Melo (suspenso para o próximo jogo com o Ceará), Moisés e Hyoran foram advertidos por chegadas fortes. Luan acabou se irritando com a agressividade da marcação palmeirense e reclamou muito com o juiz. Resultado: o camisa 7 do Grêmio também levou amarelo. No total, foram 29 faltas do Palmeiras (nove em Luan e sete em Arthur) contra 13 do Grêmio. Bruno Henrique também recebeu amarelo e é outro suspenso para a próxima rodada no time alviverde.

Cansaço causa substituições no segundo tempo

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Tanto Renato Gaúcho quanto Roger tiveram que fazer alterações por motivos físicos na segunda etapa. Do lado gremista, Arthur, que vinha tendo ótima atuação, sentiu o cansaço após quase um mês sem jogar por causa de lesão muscular, e deu lugar a Thonny Anderson. Já no Palmeiras, tanto Felipe Melo quanto Moisés pediram para sair e deram lugar a Thiago Santos e Jean, que fez sua estreia em 2018.

Jogadores do Grêmio abraçam Roger

Antes de a bola rolar, praticamente o time inteiro do Grêmio foi até o banco de reservas do Palmeiras cumprimentar o técnico Roger Machado, com muitos atletas abraçando o ex-treinador tricolor. Ele comandou a equipe gaúcha entre maio de 2015 e setembro de 2016.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 0 x 2 Palmeiras

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 06/06/2018
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta (PR)

Gols: Willian, aos 21 e aos 42 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Paulo Victor e Luan (Grêmio); Dudu, Felipe Melo, Moisés e Hyoran (Palmeiras)

Grêmio: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Cortez; Maicon (Jailson) e Arthur (Thonny Anderson); Lima (Pepê), Luan e Éverton; André. Técnico: Renato Gaúcho

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Luan, Thiago Martins e Victor Luís; Bruno Henrique (Lucas Lima) e Felipe Melo (Thiago Santos); Hyoran, Moisés (Jean) e Dudu; Willian. Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos