Raniel dá empate ao Cruzeiro, mas reclama de pênalti no fim: "foi nítido"

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Autor do gol de empate do Cruzeiro por 1 a 1 contra o Vasco, o atacante Raniel, substituto de Sassá, deixou o campo parcialmente satisfeito. Apesar do gol marcado no Mineirão, o garoto saiu na bronca com a arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira. O lance que gerou maior reclamação no lado celeste foi envolvendo o próprio jogador e o zagueiro Paulão, que o Cruzeiro reclamou de pênalti.

"É difícil, eu não gosto de falar da arbitragem, mas foi nítido. Eu iria fazer o gol de cabeça e o cara chegou por trás me empurrando", comentou o jogador.

A insatisfação de Raniel ocorreu a partir dos 39 minutos do segundo tempo. Depois da cobrança de escanteio, o atacante se antecipou ao zagueiro Paulão e se preparava para cabecear quando recebeu uma carga e caiu dentro da área. Luiz Flávio mandou o jogo seguir. Além do lance no final da partida, o Cruzeiro reclamou de outra penalidade, esta no primeiro tempo de jogo. Aos 19 minutos, o lateral Edilson deu um corte em Desábato e reclamou ter sido tocado no carrinho do jogador vascaíno. Apesar das reclamações, a arbitragem mandou o jogo seguir.

Apesar das polêmicas, outros jogadores do Cruzeiro evitaram falar sobre a arbitragem e valorizaram a entrega do time dentro de campo.

"Dentro de casa é fundamental fazer os três pontos, jogamos para ficar com eles, sabíamos do salto que daríamos. Mas tem jogo que é assim, o Brasileiro é um campeonato difícil, agora temos que retomar e ter forças para recuperar", disse o capitão Henrique.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos