Topo

Esporte


Renato vê Palmeiras mais efetivo que o Grêmio: "Foram melhores"

Do UOL, em Porto Alegre

2018-06-07T00:26:06

07/06/2018 00h26

Efetividade. Para Renato Gaúcho, isso explica a derrota do Grêmio diante do Palmeiras, por 2 a 0, em Porto Alegre. Logo depois do duelo válido pela décima rodada do Brasileirão, o técnico do time gaúcho evitou detalhar o desempenho de seu time. Admitiu falta de concentração, tal qual disse Everton, mas viu a pontaria certa como diferença maior.

A derrota encerrou série de 15 jogos (ou quatro meses) de invencibilidade do Grêmio em casa. Também acabou com sequência de 10 partidas consecutivas sem revés. E manteve a campanha do time gaúcho como mandante bem abaixo do esperado.

"Acima de tudo foi um grande jogo. Duas grandes equipes, equipes buscando o gol. O Palmeiras foi mais feliz. Ele criou e teve a competência de fazer os gol. Nós criamos e não conseguimos fazer o gol", disse Renato Portaluppi.

Questionado diretamente sobre o jogo, o desempenho individual e coletivo do Grêmio, e a produção do Palmeiras, o treinador foi mais uma vez superficial. Contudo reconheceu.

"Hoje o Palmeiras foi melhor que a gente, temos de reconhecer. Temos que dar os méritos a eles. Eles tiveram mais competência do que a gente na hora de decidir, de fazer os gols. Vida que segue", comentou.

Perguntado sobre o início do duelo, onde o Palmeiras chegou a acumular quatro minutos de pressão, Renato Gaúcho reconheceu: faltou concentração. E revelou bronca por isso.

"Tem coisas que a gente fala e conversa entre a gente (...) A falta de concentração… Eu cobro muito os primeiros minutos. Faltou concentração. Tem que ter muita concentração, foco total, por que em um segundo muita coisa pode acontecer", declarou.

Mais Esporte